Vigilantes da Autoestima

Atitudes que transformam sua vida


26/07/2011


Migration´s day!

Vigilantes, o blog VAE migrou para o: uol.com/vae

E está muito melhor!

Espero vocês lá :)


Escrito por Gisela Rao às 04h02
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

25/07/2011


Mais fotos do encontro VAE

By Marina Azevedo

 

 

Para o alto e avante!

Escrito por Gisela Rao às 04h25
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Dia 143 - Vibre na frequência do que você quer (e merece!)

O segundo encontro do VAE desse mês, no Espaço Girassol (Spa & Yoga) foi divertidíssimo e teve até direito a tambor, sorteio de massagem e sessão "desacarrego" hehe. Infelizmente, esta plataforma não tem mais espaço para fotos e estaremos migrando para o wordpress esta semana e teremos finalmente botão: Facebook/Twitter/ Orkut :)

A terapeuta Eliana Guimarães nos trouxe um pouco de conhecimento de neurolinguística e xamanismo e, como eu prometi, aqui vão algumas coisas importantes que você deve saber para atingir seus sonhos:

- Se você quer alguma coisa, não coloque energia no que você não quer. Exemplo: se você quer emagrecer, pare de dizer - "Eu não quero mais ser gorda". Apena diga algo como: estou pronta para emagrecer!

- Pense quais são os objetivos que você quer conquistar, depois tente descobrir qual a crença que te impede. Provavelmente ela foi "injetada" na sua cabeça lá na ifância. Exemplo: você quer ganhar dinheiro, mas tem a crença de que dinheiro é sujo ou que só os desonestos enriquecem. 

- Depois, com os olhos fechados e em silêncio imagine essa crença diminuindo de tamanho até virar um grão de areia. Em seguida, mande-a para para bem longe do Planeta.

- Faça um círculo imaginário no chão e "coloque" dentro coisas que você quer. Exemplo: imagine uma cor que simbolize amor para você, "coloque dentro deste círculo e "entre" nele. Depois, dê um passo para trás. Agora, "coloque" uma imagem do que simbolizaria prosperidade. Na sequência, entre no círculo e depois dê um passo pra trás. Faça isso também com saúde, paz, e o que você quiser. Por fim, "pegue" esse círculo e leve até o seu coração.

Que todo mundo aqui possa se libertar de tudo o que emperra seu crescimento e sua felicidade.

Para o alto e avante!

Fotos: Marina Azevedo

 

 

 

> Bom para auto estima: Veja o artigo sobre Novas formas de prazer: http://migre.me/5lcob

Escrito por Gisela Rao às 04h06
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

22/07/2011


Dia 142 - "Não adianta fugir com o rabo à seringa"

Eu nunca sei o que dizer pra quem me pergunta como pode aliviar a "sexta-feira-trezica" dor de amor. Esse pavor que só quem passou por ela sabe o que é. Nunca sei mesmo o que dizer porque quando é a minha vez eu tento de tudo e nada dá certo. Enumero os defeitos do sujeito, invento apelidos engraçados e depreciativos, vou para o colo dos amigos, como doce, toco tambor xamânico, me abraço e digo - "eu vou cuidar de você" - imagino o Gerard Buttler falando comigo sem camisa etc. Só tem uma coisa que alivia a situação: aceitar.

Na minha última dor de amor, com o ex K.J., eu pensava que talvez fosse mesmo um karma que eu tinha que passar, que ele talvez tivesse sido meu filho em alguma encarnação e que eu o teria impedido de se casar com Helena de Tróia, sei lá.

Mas hoje uma vigilante me mandou este texto excepcional de um  escritor português. Eu vou reproduzir algumas frases, mas também darei o link inteiro para quem quiser ver o conteúdo todo (http://migre.me/5jTKG):

"A tristeza só há-de passar entristecendo-se. Não se pode esquecer alguém antes de terminar de lembrá-lo. 

Quem procura evitar o luto, prolonga-o no tempo e desonra-o na alma. A saudade é uma dor que pode passar depois de devidamente doída, devidamente honrada. É uma dor que é preciso aceitar, primeiro, aceitar. Não adianta fugir com o rabo à seringa.

Para esquecer é preciso deixar correr o coração, de lembrança em lembrança, na esperança de ele se cansar". - Miguel Esteves Cardoso

auto estima

Para o alto e avante!


> Bom pra autoestima: Texto sobre A alma amadurece com os obstáculos: http://migre.me/5jTQG

Importantedevido à grande procura para o encontro do VAE este mês, repetiremos o evento dia 23 de Julho. Só mais 1 vaga!!!: giselarao@uol.com.br

 

======================

Palha = baixa  Madeira = média  Tijolaço = ótima

Hojeautoestima de tijolaço auto-estima

O "lobo mau" interno que me detonou: nenhum

O que fiz de bom por mim? encarando o - aiiiiiii - dentista

Escrito por Gisela Rao às 00h06
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

21/07/2011


Dia 141 - Chega de vida de "Cigarra". Assuma a "Formiga" que há em você.

Faltam 10 dias pra eu entregar meu livro e tô "só no sapatinho". Tenho que terminar o texto, agitar a capa, o fotógrafo, a noite de autógrafos, preparar a palestra com a minha parceira Neiva, consertar um dente... e até rever meu guarda-roupa já que uso o mesmo vestido pra ir em casamento e em velório. 

Mas eu fico é me distraindo. Onde está escrito "distraindo" você pode ler "fugation". Fingindo que não é comigo. E fico fazendo meu "Quadro de Sonhos" ao invés de estar no aqui e no agora preparando A ESTRADA para esses sonhos.

autoestima

Acontece que largar a vida de "Cigarra", de eterna pueri não é fácil. Não é fácil porque o oposto de Cigarra é Formiga e a vida dessa gente é dureza. Formigas são mega responsáveis, concentradas, disciplinadas, maduras e conscientes. Já, a Cigarra, é divertida, e boa gente, mas é um esculacho e adepta do "Meia-Bocation".

Hoje, eu li que o novelista Gilberto Braga, um tremendo "Formiga", trabalha no computador 14 horas seguidas. Ele só levanta para ir ao banheiro e para dormir. Em 1 hora eu devo levantar umas 20 vezes (sim, eu tenho déficit de atenção!). O ruim é que não consigo terminar as coisas direito. O bom é que, provavelmente, não terei trombose e a gordura localizada não vai conquistar novos territórios na guerra do meu corpo x a balança.

É, eu tenho 10 dias para deixar a vida de "Cigarra" para trás e realmente começar a encarar esse nosso grande sucesso - que é o Vigilantes da AutoEstima - de uma forma bem profissional. Não, isso não significa que eu vou perder a minha espotaneidade. Sim, isso significa que os encontros - e cia - ficarão mais organizados e que, não, eu não poderei mais deixar um pouco de raiz branca aparecendo e nem sentar na cadeira esparramada como se fosse o "Jabba the Hutt" (do Guerra nas Estrelas). Chega de "fugation", a hora é da "Formiga".

Para o alto e avante!

 

Falando em déficit de atenção, este é um trabalho muito legal do meu amigo Ribeva (que me entende nessas horas): No Meio do Mundo. Veja aqui e depois curta no youtube. É uma delícia de ouvir :) http://migre.me/5jO7p

 

> Bom pra autoestima: Texto sobre Celulite: vá à luta contra a inimiga: http://migre.me/5jr1J

 

======================

Importantedevido à grande procura para o encontro do VAE este mês, repetiremos o evento dia 23 de Julho. Só mais 1 vaga!!!: giselarao@uol.com.br

A convidada será a terapeuta Eliana Guimarães,  que ensinará a vibrar o pensamento na frequência das coisas que você quer conquistar

======================

 

======================

Palha = baixa  Madeira = média  Tijolaço = ótima

Hojeautoestima de tijolaço auto-estima

O "lobo mau" interno que me detonou: nenhum

O que fiz de bom por mim? vaaaai, Formiga!

Escrito por Gisela Rao às 02h00
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

20/07/2011


Dia 141 - Há quanto tempo o seu corpo não olha pra você?

Minha mãe me deu esse espelho há pouco tempo. Ela ganhou de casamento, então deve ter mais de 50 anos. Ele fica estatelado na parede lá da sala e me observa, em silêncio, correndo pra lá e pra cá, sempre agitadinha, nunca no presente, sempre num futuro que nem o tempo criou ainda.

Hoje, eu vi uma matéria e fiquei encantada. Era uma moça russa que se preparou para nadar com as baleias em águas geladas (-2 C). Ela encarou a aventura nua em pelo. E não me pareceu preocupada com as imperfeições do corpo nem nada. Ela simplesmente se fundiu. E fez.

Inspirada em Natalia eu parei em frente ao espelho e deixei meu corpo me observando por um quase longo tempo. De frente. E depois de costas. As coisas mudaram. Algumas mais redondas. Outras mais achatadas. Algumas partes do meu todo cresceram. Outras diminuíram. Mas estavam lá olhando para mim. E me reconheci em todas. Coisa difícil essa de parar em frente ao espelho naked, mas não deve ser tão pior que dois graus abaixo de zero.

Eu curti o que vi, mesmo não curtindo. E, por um instante, mergulhei com as baleias da minha própria existência.

Seja um Vigilante da AutoEstima. Para o alto e avante!


> Bom pra autoestima: Texto sobre Saiba lidar com a culpa: http://migre.me/5iSVZ

======================

Importantedevido à grande procura para o encontro do VAE este mês, repetiremos o evento dia 23 de Julho. Só mais 2 vagas!!!: giselarao@uol.com.br

A convidada será a terapeuta Eliana Guimarães,  que ensinará a vibrar o pensamento na frequência das coisas que você quer conquistar

======================


======================

Palha = baixa  Madeira = média  Tijolaço = ótima

Hojeautoestima de tijolaço auto-estima

O "lobo mau" interno que me detonou: nenhum

O que fiz de bom por mim? me espelhando

Escrito por Gisela Rao às 02h52
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

19/07/2011


Dia 140 - Libere o "comication" que há em você!

Vou falar de novo: baixa autoestima é estagnação. Por algum motivo, na infância, você estagnou em uma (ou mais) crença autodepreciativa e não há o que te tire disso. Mas há sim e uma das coisas é rir de si mesmo e de tudo que der. Eu acho que se não fosse o humor eu estaria na Legião Estrangeira, servindo em Pretória.

Bom, nesse fim de semana me disseram que eu parecia uma atriz cômica italiana: Luciana Littizzetto. Eu fui ver no Google e tomei um susto. Além de parecidas, temos o mesmo signo e nascemos no mesmo ano. Até o estilo de foto e sorriso são iguais.

auto estima

Fiquei feliz de saber que tenho uma "alma gêmea", quem sabe um dia nos conhecemos pessoalmente.

Eu costumo dizer que o humor é o meu maior patrimônio e é ele que me redime do sofrimento. Lembro da última vez em que estive muito triste porque tinha separado de um namorado (em 2010). Aí, eu pensava assim: "Só pode ser karma. Vai ver que fui mãe dele na época da Roma antiga e o moleque quis ser gladiador e não deixei..." Hehehe

E, por falar em pé no traseiro, achei essa relíquia no youtube (de quando eu tinha os cabelos negros e o dentinho quebrado ;)


Seja um Vigilante da AutoEstima. Para o alto e avante!


> Bom pra autoestima: Texto sobre A felicidade no amor: http://migre.me/5in6D


======================

Importantedevido à grande procura para o encontro do VAE este mês, repetiremos o evento dia 23 de Julho. Só mais 2 vagas!!!: giselarao@uol.com.br

A convidada será a terapeuta Eliana Guimarães,  que ensinará a vibrar o pensamento na frequência das coisas que você quer conquistar

======================


======================

Palha = baixa  Madeira = média  Tijolaço = ótima

Hojeautoestima de tijolaço auto-estima

O "lobo mau" interno que me detonou: nenhum

O que fiz de bom por mim? rindo muito e fazendo rir

Escrito por Gisela Rao às 00h00
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

15/07/2011


Dia 138 - Nós e o sentido da vida

Fernando Seth é um amigo de longa data. Quando o conheci ele estava numa fase bem difícil, tanto emocional quanto profissionalmente. Hoje, 14 anos depois, é uma das pessoas mais doces e iluminadas que conheço e já foi convidado especial em dois encontros do VAE. Fernando, além de mestre em Meditação e Revitalização, faz um trabalho interessantíssimo: é um "Soul Friend" ("amigo da essência da alma") 

auto estima 

Ou seja: se você está com inquietude ou angústia  na alma, famoso vazio existencial, você pode contratá-lo por hora. Ele caminha (literalmente) com você, conversando e confortando o seu ser. É importante ressaltar que ele não pertence a nenhuma religião, apenas estudou muito sobre autoconhecimento e espiritualidade. Fernando é o que os mestres espirituais chamam de "Buscador". É um trabalho maravilhoso e ontem eu o chamei para darmos uma dessas longas caminhadas pela Vila Madalena (com direito a um docinho no Amor aos Pedaços, claro). Demos muita risada porque, ao final do bate papo "da essência da alma", ele virou e disse: "A vida é mesmo um grande mistério...". Eu falei: "Pô, Fê, estamos há duas horas juntos, te chamo para aquietar minha alma "tropeçante" e você diz só isso?" Ahahahahaha. Na verdade, foi uma brincadeira porque as conversas com ele são extremamente reconfortantes. Aí, ele me contou sobre o mestre budista no leito de morte. Alvoroçados, os monges mais jovens tentaram obter a resposta que todo mundo quer saber e perguntaram: "Mestre, antes de partir, nos diga: qual o sentido da vida?". O mestre respondeu: "Uma xícara de chá".

Imediantamente a resposta percorreu o mosteiro. Mas, infelizmente, não satisfez. Antes da dar o último suspiro, o iluminado ouviu a pergunta: "Mas, mestre, o sentido da vida não pode ser uma xícara de chá". Neste momento, o velho monge respondeu: "Então, não é..." (e morreu). Ahahahahhahahaha.

auto estima

Vamos combinar que o sentido da vida é o que você quiser dar para ela. E que, ao invés de ficar pensando muito nisso, viva! Do melhor jeito que der. E, não se preocupe: quando a alma fica xoxa é apenas uma fase. Já, já ela se encanta novamente com as infinitas possibilidades desse mundo véio e sem porteira :)

"Ser louco não é para quem quer é para quem pode" - Salvador Dali

Seja um Vigilante da AutoEstima. Para o alto e avante!


> Fernando também atende também por Skype - ferseth@gmail.com (mande email)


> Bom pra autoestima: Texto de Gisela Rao sobre O que falta para você ser feliz: http://migre.me/5gAhA

======================

Importantedevido à grande procura para o encontro do VAE este mês, repetiremos o evento dia 23 de Julho. Só mais 3 vagas!!!: giselarao@uol.com.br

A convidada será a terapeuta Eliana Guimarães,  que ensinará a vibrar o pensamento na frequência das coisas que você quer conquistar

======================


======================

Palha = baixa  Madeira = média  Tijolaço = ótima

Hojeautoestima de madeira 

O "lobo mau" interno que me detonou: xoxice d'alma

O que fiz de bom por mim? caminhei com Fernando Seth :)

Escrito por Gisela Rao às 02h39
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

13/07/2011


Dia 136 - Você está com "Síndrome de Ouro de Tolo"?

Um amigo muito querido mandou um MSN hoje perguntando se podia me ligar, ele precisava conversar com um amigo. Eu disse que sim, claro. Nunca deixo um amigo na mão. Ele dizia que tinha conseguido tudo o que queria: emprego novo, apartamento novo... mas que sentia uma incerteza sobre ter feito ou não a coisa certa. Como se ele precisasse dessa incerteza para não deixá-lo feliz com as conquistas. Ele me perguntou se era autossabotagem. Eu respondi: "Não! É "Síndrome de Ouro de Tolo".

Eu dei esse nome para essa "síndrome" por causa da música "Ouro de Tolo" do Raus Seixas. Nela, ele diz: "Eu devia estar contente porque eu tenho um emprego, sou um dito cidadão respeitável e ganho quatro mil cruzeiros por mês... Eu devia agradecer ao Senhor por ter tido sucesso na vida como artista. Eu devia estar feliz porque consegui comprar um Corcel 73... Eu devia estar alegre e satisfeito por morar em Ipanema depois de ter passado fome por dois anos aqui na Cidade Maravilhosa... Ah! Eu devia estar sorrindo e orgulhoso por ter finalmente vencido na vida, mas eu acho isso uma grande piada e um tanto quanto perigosa... Eu devia estar contente por ter conseguido tudo o que eu quis, mas confesso abestalhado que eu estou decepcionado... Porque foi tão fácil conseguir e agora eu me pergunto "e daí?"

auto estima

Acho que muita gente aqui já passou por isso. Nossa, eu já passei muito por isso e acho que existe uma "cura" para essa "síndrome" que, aliás, o próprio Raul Seixas revela no final da sua letra: "Eu que não me sento no trono de um apartamento com a boca escancarada cheia de dentes, esperando a morte chegar... Porque longe das cercas embandeiradas que separam quintais, no cume calmo do meu olho que vê assenta a sombra sonora de um disco voador...".

Não, ele não estava doidão (ou estava, sei lá). Acho que ele quis dizer o mesmo que Campbell falou em seu livro "O Poder do Mito", ou seja: a felicidade não está nas coisas da vida e sim nos mistérios da vida. Há quanto tempo você não larga o controle de tudo e de todos e se deixa levar pelos mistérios? Aqueles momentos raros que a mente não entende lhufas, mas que arrepia a gente, que dá uma sensação de nossa-eu-fui-tocada(o)-por-algo-além da minha compreensão"

Hoje, assitindo ao filme "As Mães de Chico Xavier" na madruga, ouvi de uma senhora que perdeu o filho uma das frases mais belas da minha vida: "São as coisas simples que nos elevam..."

Seja um Vigilante da AutoEstima. Para o alto e avante!


 

 

> Bom pra autoestima: artigo muito bom de Dorit Vera sobre Você reclama demais?: http://migre.me/5femn


======================

Importantedevido à grande procura para o encontro do VAE este mês, repetiremos o evento dia 23 de Julho. Só mais 5 vagas!!!: giselarao@uol.com.br

A convidada será a terapeuta Eliana Guimarães,  que ensinará a vibrar o pensamento na frequência das coisas que você quer conquistar

======================

Palha = baixa  Madeira = média  Tijolaço = ótima

Hojeautoestima de tijolaço auto-estima

O "lobo mau" interno que me detonou: nenhum

O que fiz de bom por mim? yoga reequilibrando

 

Escrito por Gisela Rao às 03h14
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

12/07/2011


Dia 135 - Como é o seu Quadro da Felicidade?

Uma vez eu vi esse filme "O Segredo". Eu achei ele muito chato, mas mandavam fazer um tal Quadro da Felicidade com as fotos das coisas que você mais queria na vida. Coincidência ou não quando tinha este quadro eu estava num momento muito legal. Eu tinha dinheiro na poupança (quem diria) e estava feliz no amor. Eu lembro que nele havia uma foto de um apartamento com varanda (que eu queria ter um dia), eu no corpo da Angelina Jolie (montagem tosca) rodeada de meninas na Índia, uma foto com o namorado da época (que depois foi morar em Chicago) e um retrato da Oprah por quem eu gostaria de ser entrevistada um dia.

auto estima

Muito tempo se passou e agora eu resolvi fazer meu quadro da felicidade de novo. Mas eu dei uma travada boa no quesito amor. Continuo querendo fazer atividades humanitárias, que a Oprah me entreviste um dia, talvez ainda ter um apartamento com varanda, mas não tenho idéia do que quero e de quem quero no amor e se quero mesmo alguém nesse momento. Sério! Não tô conseguindo clarear esse setor da minha vida, talvez por estar envolvida com meu livro e com o VAE, talvez porque esteja muito frio, talvez porque não esteja fazendo tanta falta (e todo mundo lembra de como esse quesito era fundamental na minha vida). Não consigo distinguir se desencanei, se desacreditei, se me iluminei, se diminuí minha carência e sensação de solidão, se minha missão de vida diminuiu meu vazio existencial, se foi tudo isso junto, sei lá...

Melhor não forçar a barra e deixar a coisa rolar e o que tiver que acontecer... acontecerá. Sou extremamante humilde diante dos desígnios do destino e realmente, nesse momento, estou "pianinho".

Vou colocar, nesse quadro, uma foto da Itália, meu livro fazendo sucesso, o VAE bombando e também algo que simbolize a prosperidade (porque não sou boba, né).

E você? Como é o seu Quadro da Felicidade?


Seja um Vigilante da AutoEstima. Para o alto e avante!


> Bom pra autoestima: artigo ótimo sobre Sexualidade em cheque: http://migre.me/5erK0


======================

Importantedevido à grande procura para o encontro do VAE este mês, repetiremos o evento dia 23 de Julho. Só mais 5 vagas!!!: giselarao@uol.com.br

A convidada será a terapeuta Eliana Guimarães,  que ensinará a vibrar o pensamento na frequência das coisas que você quer conquistar

 

======================

Palha = baixa  Madeira = média  Tijolaço = ótima

Hojeautoestima de madeira 

O "lobo mau" interno que me detonou: tô estranha

O que fiz de bom por mim? arrumei metade da casa

Escrito por Gisela Rao às 23h21
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

11/07/2011


Dia 134 - Troque sua lista de "obrigações" por uma de "desejos"

 

Lembra no comecinho deste ano, quando você escreveu sua lista de desejos para realizar? Pois é, já estamos em julho e eu tenho uma aposta para fazer com você. Eu aposto que não realizou nem metade deles. E sabe por que motivo? Porque aquela não era uma lista de desejos, e sim de obrigações. Você escreveu com a mente, e não com o coração.

Provavelmente você listou praticar exercícios em uma academia que detesta, ou parar de comer algo que ama, ou ganhar dinheiro do jeito que der e não fazendo o que gosta, ou conhecer o amor da sua vida sem nem saber direito quem quer, e por aí vai...

Aí, coincidentemente, um belo dia você acorda com a sensação de “epa-espera-aí-eu-não-me-sinto-tão-feliz-quanto-gostaria”. É porque felicidade é um estado de espírito, e não uma equação matemática: não se planeja, apenas se sente.

Então, a boa notícia é: ainda faltam seis meses para você realizar os seus desejos em 2011. Jogue sua lista do começo do ano fora e feche os olhos. Fique em silêncio, sinta o seu pulso pulsar. Depois, pegue uma caneta e um papel e escreva os seus desejos.

autoestima

Você quer um amor? Como ele é? Faça-se a pergunta: “Eu estou pronta para ser para ele tudo o que desejo que ele seja para mim?”.

Quer emagrecer? Por quê? Para si mesma(o) ou para os outros? Que tal começar honrando e agradecendo o corpo que tem agora e que é seu companheiro mais próximo desde que nasceu? Aí, depois que ele virar seu amigo e não inimigo, você entra num acordo para fazer coisas que ambos gostem, e que o deixem melhor e mais saudável ainda do que está.

Você quer dinheiro? Para quê? Para comprar algo que todo mundo diz que é preciso ter ou para realizar algo surpreendente para si mesma(o)? Depois, escreva algumas formas de consegui-lo, realizando atividades que realmente curte. Puxa, deve ter tantas opções...

 

Seja um Vigilante da AutoEstima. Para o alto e avante!


> Bom pra autoestima: matéria ótima sobre Segredos das unhas bonitas e saudáveis: http://migre.me/5dSJC


======================

Importantedevido à grande procura para o encontro do VAE este mês, repetiremos o evento dia 23 de Julho. Só mais 8 vagas!!!: giselarao@uol.com.br

A convidada será a terapeuta Eliana Guimarães,  que ensinará a vibrar o pensamento na frequência das coisas que você quer conquistar


======================

Palha = baixa  Madeira = média  Tijolaço = ótima

Hojeautoestima de tijolaço auto-estima

O "lobo mau" interno que me detonou: nenhum

O que fiz de bom por mim? recomeçando tudo hoje

 

 

Escrito por Gisela Rao às 03h21
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

07/07/2011


Dia 132 - Às vezes, 2+2 = 5

Conheci L.F. em Outubro, mês que a minha mãe partiu. Ele havia lido um post meu sobre pessoas que tratam a gente mal, gente que não merece nem uma faquinha de plástico de bolo Pullman. Ele me escreveu. Estávamos os dois com a asa quebrada. Eu, pela minha mãe e pela separação do ex. Ele, em uma fase difícil e dolorosa.

Estávamos acostumados aos mesmos horários. E começamos a nos fazer companhia, via PC, pela tarde e pela madrugada afora. Ele é da área da saúde, mas neste momento tem uma limitação que o está impedindo de exercer a profissão e de sair de casa (e que não vem ao caso). Ambos eremitas. Ambos ETs perante as normas da sociedade. E cada um mestre nas habilidades que faltam no outro.


Em alguns meses, esse moço que mora num "país" distante criou planilhas para eu me organizar financeiramente, fez fluxogramas para ajudar no meu trabalho, criou powerpoints pras minhas reuniões, me ajudou a inventar pautas e a pegar fotos pro blog, pesquisou coisas pras minhas matérias, baixou minhas músicas e filmes prediletos, resolveu toda parte medonha de informática que não manjo lhufas, me incentivou a fazer vários exames de saúde, me ajudou a entender meu déficit de atenção, me mandou um liquidificador possante pra fazer vitamina, me ajudou a negociar com gente de negócios, me convenceu a voltar para o yoga, a enfrentar o - arghh - dentista, a me alimentar melhor e até comprou meu notebook véio e caindo aos pedaços só para me ajudar a comprar um novo.

Sim, nossa amizade é estranha, ele é estranho e eu sou estranha, já quebramos vários paus estranhos, mas nem todo 2+2 é igual a 4 na vida. Mas somos amigos virtuais do jeito que dá pra ser. E "damo-nos tão bem um com o outro. Na companhia de tudo. Que nunca pensamos um no outro. Mas vivemos juntos e dois. Com um acordo íntimo. Como a mão direita e a esquerda"



Feliz aniversário, Nene, e obrigada por me fazer uma pessoa melhor (e mais estranha ainda) :) :) :)



Seja um Vigilante da AutoEstima. Para o alto e avante!


> Bom pra autoestima: artigo legal sobre Ansiedade e solidão na era da internet: http://migre.me/5ciCS


======================

Importantedevido à grande procura para o encontro do VAE este mês, repetiremos o evento dia 23 de Julho. Só mais 10 vagas!!!: giselarao@uol.com.br

A convidada será a terapeuta Eliana Guimarães,  que ensinará a vibrar o pensamento na frequência das coisas que você quer conquistar


======================

Palha = baixa  Madeira = média  Tijolaço = ótima

Hojeautoestima de tijolaço auto-estima

O "lobo mau" interno que me detonou: nenhum

O que fiz de bom por mim? yoga é a fonte da juventude!

Escrito por Gisela Rao às 02h29
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

05/07/2011


Dia 130 - Temos medo das perdas. Mas dos ganhos também

A perda é uma espécie de curra na alma. Perder alguém que não te ama mais, um parente ou um amigo que morre, um emprego seguro, um animalzinho que fazia companhia - segundo um amigo meu - é como levar um soco no estômago cuja mão pesada parece não sair nunca mais.

Na perda se espera de tudo. Que a pessoa grite, esperneie, se feche em casa, chore, emagreça, se descabele, chute portas... O céu - da dor - é o limite. Todo mundo entende, compreende, tenta ajudar ou sliencia diante do horror alheio, velho conhecido - intrinsicamente - de qualquer um de nós.

Quando a gente ganha e estraga tudo ninguém entende.

auto estima

Quando a gente ganha um elogio e se deprecia em seguida, ninguém entende. Quando a gente ganha o amor que queria tanto e enche ele de patada, ninguém entende. E ninguém entende quando ganhamos muito dinheiro e torramos tudo. E ninguém entente o jovem jogador que compra a Ferrari e mete no poste. E também ninguém entende quando estamos a um passo do sucesso literário e enrolamos para escrever o livro ou descolamos uma tendinite joinha. Não, ninguém entende.

Às vezes, ganhar dói tanto quanto perder. Tem momentos que ganhar dá um medo tremendo de crescer, virar adulto, evoluir, ser exigido. É como assistir o Faustão e Deus chegar bem na hora com uma missão e a gente responder: "Missão? Mas eu só quero "estar vendo" o Faustão". Às vezes, ganhar é uma afronta para quem sempre perdeu, ou pior: pra quem sempre lhe foi tirado. Para quem acha que não mereceria. E por que cargas d'água não mereceria? Por que, Cacilda? HEIM?

Seja um Vigilante da AutoEstima. Para o alto e avante!


> Bom pra autoestima: artigo legal sobre Sabotagens na própria vida: http://migre.me/5b604

 

======================

Importantedevido à grande procura para o encontro do VAE este mês, repetiremos o evento dia 23 de Julho: giselarao@uol.com.br

A convidada será a terapeuta Eliana Guimarães,  que ensinará a vibrar o pensamento na frequência das coisas que você quer conquistar


======================

Palha = baixa  Madeira = média  Tijolaço = ótima

Hojeautoestima de tijolaço auto-estima

O "lobo mau" interno que me detonou: nenhum

O que fiz de bom por mim? encarando a bagaça

Escrito por Gisela Rao às 03h45
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

04/07/2011


Dia 129 - Afinal, o que você quer e como quer?

Dois eventos foram muito marcantes para mim neste fim de semana: o encontro do VAE e a exposição 6 Bilhões de Outros, no MASP (agradeço a indicação!). E dá pra dizer que ambos têm algo em comum: fazem a gente pensar no que realmente quer. No caso da exposição, o artista francês Yann Arthus-Bertrand filmou, com sua equipe, mais de 5.600 depoimentos, em 78 países. Eles perguntavam as mesmas coisas para todos (40 questões). Abaixo, escrevo algumas que achei bem importantes pra gente refletir e responder:

1- Qual foi a sua maior alegria?

2- Você é feliz? O que é felicidade para você?

3- Qual o seu maior sonho hoje?

4- A que você renunciou?

5- O que você gostaria de mudar na sua vida?

6- Qual o sentido da vida para você?

No andar debaixo da exposição, achei um fato curioso. A tenda dos depoimentos sobre "Felicidade" estava vazia. Enquanto, a de "Amor", "Perdão" e "Sonhos da Infância" estavam lotadas.

Quanto ao encontro do VAE, foi um dos mais desorganizados e mais divertidos destes dois anos (fotos da Marina Azevedo). Foram mais pessoas do que eu imaginei e que cabiam, tive que arrumar um lugar de última hora (no charmoso Espaço Girassol Spa & Yoga: http://www.espacogirassol.com.br/) e, pra variar, pedi mais doces do que salgados hehe. Mas foi um sucesso e teve até sorteio de massagem!

A terapeuta holística Eliana Guimarães (Tel: 5571-0613) nos ensinou uma coisa muito importante: a como desejar as coisas que queremos corretamente, principalmente no plano do amor e do $. E também a mudar nossa atitude para conseguí-las. Porque fica todo mundo num choramingo generalizado que só afasta tudo e todos. Good vibrations já!

Seja um Vigilante da AutoEstima. Para o alto e avante!


auto estima

 

> Bom pra autoestima: matéria legal sobre Pare de comer emoçõeshttp://migre.me/5anCA

 

======================

Importantedevido à grande procura para o encontro do VAE este mês, repetiremos o evento dia 23 de Julho: giselarao@uol.com.br

A convidada será a terapeuta Eliana Guimarães,  que ensinará a vibrar o pensamento na frequência das coisas que você quer conquistar


======================

Palha = baixa  Madeira = média  Tijolaço = ótima

Hojeautoestima de tijolaço auto-estima

O "lobo mau" interno que me detonou: nenhum

O que fiz de bom por mim? good vibrations :)

Escrito por Gisela Rao às 01h44
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

01/07/2011


Dia 128 - As caixinhas de Lea van Steen

Eu sempre fui "estranha", quer dizer, sempre fui um pouco eremita. Apesar de ter quatro irmãos, eu brincava sozinha num mundo, digamos, paralelo. A imaginação rolando solta. Mesmo extraordinariamente extrovertida, também cresci mais pra sozinha do que em grupo. Quando eu tinha uns 20 e poucos anos, um "amigo" me disse: "Não vai ter gente suficiente pra carregar a alça do seu caixão". Afe! Aquilo foi um choque. Aí, eu achei que tinha que ter amigos e fui fazendo alguns reais por aí, que eu amo muito, mas eu gosto mesmo é de ficar em casa ou, no máximo, de passear no bairrão.

Acontece que, com a internet, eu fico em casa demais e ultimamente tá dureza ver a vida passar lá fora. Às vezes, nem tem assunto para o blog. Então, eu liguei para o meu amigo Fabio Cimino, a pessoa mais interessante e criativa que eu conheci e pedi para cada semana ele me dar uma dica do que eu preciso ver de qualquer jeito. Ele topou :)

autoestima

Enquanto ele não faz isso, eu fui na exposição de arte da minha amiga mais antiga Lea van Steen - categoria irmã, na verdade. Eu me maravilhei de tal forma, nossa. Em uma prateleira havia várias caixinhas de madeira fechadas. Cada uma que você abria, era um surpresa. Cada uma tinha um tema e uma imagem em movimento. Nossa! Nossa! Nossa! Eu imaginei que, a partir daquele dia, minha vida seria como as caixinhas de Lea van Steen e que cada coisa nova que eu visse, fora de casa, seria um sopro de arte e felicidade. (Rua Bela cintra 1535 - até 07/07)

auto estima

Então, se você mora em São Paulo e quiser me convidar para ver coisas ou conhecer pessoas que me surpreendam, e se você não for psicótica - e só neurótica como eu - eu vou aceitar o seu convite :) Mentira, talvez eu não aceite, mas a gente pode tentar ahahaha

Seja um Vigilante da AutoEstima. Para o alto e avante!

 

> Bom pra autoestima: matéria legal sobre como lidar com o stress: http://migre.me/59gm6

 

 

======================

Importantedevido à grande procura para o encontro do VAE do dia 2 de Julho (vagas esgotadas!), repetiremos o evento dia 23 de Julho - informações: giselarao@uol.com.br

A convidada será a terapeuta Eliana Guimarães (Programação Neurolinguística),  que ensinará a vibrar o pensamento na frequência das coisas que você quer conquistar


======================

Palha = baixa  Madeira = média  Tijolaço = ótima

Hojeautoestima de tijolaço auto-estima

O "lobo mau" interno que me detonou: nenhum

O que fiz de bom por mim? saindo da caixinha :)

Escrito por Gisela Rao às 03h29
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

30/06/2011


Dia 127 - Nós e cada "tijolinho" que nos constrói

Foi de propósito que eu decidi não chamar ninguém pra limpar minha casa essa semana. Eu mesma resolvi fazer isso (e, acredite, nem ligar a máquina de lavar eu sabia :(. Fazia muito tempo que eu não pegava numa vassoura piaçava. Talvez desde a infância. Além da minha bagunça tradicional, tinha sal pela casa inteira. Não que eu quisesse espantar nenhum vampiro, não, é que minha irmã número 1 disse que sal quente faz bem pra tendinite. Então, eu botei o sal no pano de prato, usei, e depois esqueci. Aí, quando peguei pra levar à cozinha, a baderna se espalhou.

Limpando a casa, eu me emocionei. E me emocionei porque fui encontrando, em cada canto, um presente que ganhei de um Vigilante nesses dois anos de blog. Cada um com seu maravilhoso significado. 

auto estima

Por um momento eu fique pensando que cada uma das pessoas que passa, com uma boa intenção, pelo blog é um tijolo que acrescento na minha antiga autoestima de palha. E que, oxalá, eu possa fazer o mesmo por ela. Não, não foi à toa que escolhi a simbologia dos Três Porquinhos para esse trabalho. 

No filme "Melhor é Impossível", o personagem de Jack Nicholson se apaixona pela garçonete interpretada por Helen Hunt. Ele nunca consegue fazer um elogio a ela, mas um dia ele toma coragem e diz: "Você fez de mim um homem melhor".

O que posso dizer hoje, aqui, é exatamente isso. Vocês todos fizeram de mim uma pessoa melhor. E ainda sobre a simbologia dos Porquinhos, reproduzo mais um texto maravilhoso da minha parceira Neiva: "Nos momentos de forte impulso de concretizar o VAE, essa história "infantil" aparecia e vinha nos livros de diferentes autores, com ilustrações sedutoras e na fala apaixonada da Gisela. Ela dizia sobre todas as vezes em que se sentiu só, feia e cheia de medos; os Três Porquinhos a mantinham com os olhos no horizonte. Eles a inspiravam a confiar, que dos erros, das avaliações impróprias, podia aprender e construir uma estrutura mais segura, um espaço de proteção da sua fragilidade, mesmo frente as ameaças do próprio eu destrutivo".

 

Seja um Vigilante da AutoEstima. Para o alto e avante!

PESSOAL INSCRITO NO VAE VIU QUE MUDOU PRA RUA GIRASSOL? FALEM COMIGO!!


> Importante: livro sensacional de Eduardo Haak: Tem uma coisa sobre mim que acho justo você saber

http://twixar.com/KreqfS9rWT


======================

> Urgentedevido à grande procura para o encontro do VAE do dia 2 de Julho (vagas esgotadas!), repetiremos o evento dia 23 de Julho (sábado) - informações: giselarao@uol.com.br

A convidada será a terapeuta Eliana Guimarães (Programação Neurolinguística),  que ensinará a vibrar o pensamento na frequência das coisas que você quer conquistar


======================

Palha = baixa  Madeira = média  Tijolaço = ótima

Hojeautoestima de tijolaço auto-estima

O "lobo mau" interno que me detonou: nenhum

O que fiz de bom por mim? reconhecendo, reconhecendo 

Escrito por Gisela Rao às 00h53
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

29/06/2011


Dia 126 - Nós e nossas ilusões de estimação

A ilusão que fez minha amiga M.B. voltar com o namorado que a traiu lindamente - é a mesma ilusão que fez minha amiga N.A. se apaixonar por um cara casado que nunca largaria a família- e é a mesma ilusão que fez minha querida S.F. dar dinheiro para um namorado que era na realidade um explorador - e é a mesma ilusão que fez meu amigo J.K. achar que daria certo um emprego na Alemanha que uma certa empresa arranjou.

auto estima

Enquanto os orientais fogem desesperadamente das ilusões, nós entramos de cabeça porque somos educados no meio delas. Nossos pais tem a ilusão de que seremos melhores do que eles foram, nosso vizinho compra o carro do ano na ilusão de que terá mais status, a prima casa com o moço na ilusão de que isso preencherá seu vazio existencial e por aí vai...

A vida real é tão terrível assim que a gente precise desesperadamente de uma ilusão de estimação - mesmo sabendo que lá na frente a Jiripoca vai piar? O diretor Woody Allen acha que sim e deixa isso bem claro nos seus últimos filmes: "Você Vai Conhecer o Homem dos seus Sonhos" e "Meia Noite em Paris". 

Se pensamos assim é porque definitivamente estamos no caminho errado. E qual seria o caminho certo? Talvez o mestre espiritual Osho tenha uma boa pista quando diz que "nossa única função nesse planeta é deixá-lo mais amoroso e "perfumado" antes de deixarmos esse corpo/mente". Será que estamos fazendo isso? E não seria melhor fazer isso do que perdermos tempo com ilusões que se desmancham no ar e que caem como um corpo morto cai?

 

Seja um Vigilante da AutoEstima. Para o alto e avante!


> Importante: leia o artigo do Dr. Leonard Verea sobre a ação que nasce do vazio http://twixar.com/78mNrpt

======================

 

> Urgente: devido à grande procura para o encontro do VAE do dia 2 de Julho (vagas esgotadas!), repetiremos o evento dia 22 de Julho - informações: giselarao@uol.com.br

A convidada será a terapeuta Eliana Guimarães (Programação Neurolinguística),  que ensinará a vibrar o pensamento na frequência das coisas que você quer conquistar

======================

 

Palha = baixa  Madeira = média  Tijolaço = ótima

Hojeautoestima de tijolaço auto-estima

O "lobo mau" interno que me detonou: nenhum

O que fiz de bom por mim? no controle das emoções apesar da Claro tentar me matar de infarte

Escrito por Gisela Rao às 00h08
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

28/06/2011


Dia 125 - Cadê a magia das nossas vidas?

Hoje, abrindo a gaveta de papéis da cômoda, ouvi um barulho gostoso que há muito tempo não ouvia.O tilintar de guizos de uma antiga tornozeleira de dança indiana, jogada por aí.

auto estima

Esse barulhinho é muito especial e não teve como não me remeter a essas cenas mágicas de filmes de Natal. Me lembrei de um momento bonito na minha vida e há muito tempo não tenho vivido nada parecido. Alguns Dezembros atrás, eu fui visitar minha querida amiga escultora - Christine Yufon. Visitar esta Buda encarnada por si só já é mágico. Ela faz um tour com a gente pela sua casa, mostrando suas esculturas zen e fala sobre os mistérios da vida, misturando português, chinês e inglês. É de uma simplicidade sofisticada como a gente quase nunca vê por aí.

auto estima

Era Natal e saindo da casa de Christine fui até a praça Vila Boin. As árvores estavam muito iluminadas e eu ouvia uma música Celta bem suave. Brisinha morna no rosto e o gosto dos doces de Christine ainda adormecidos na minha boca... Por algum motivo perdi esses momentos na minha vida. Muito corre-corre, muito trabalho, muito mental. Às vezes, quando alguém pergunta de mim, eu digo: não sei, pera, ah,dá pro gasto. Ou, dá para melhorar. Ou, estou bem. Depende do dia. 


Saudade de mim. Do que procuro fora e que já sei que vive dentro. De escrever sem pontuação. Da minha meiguice. De acreditar mais na verdade das pessoas. De me empapuçar de sonhos. De esquecer-me de mim mesma.

"Se procurar bem, você acaba encontrando

não a explicação (duvidosa) da vida,

mas a poesia (inexplicável) da vida."


Seja um Vigilante da AutoEstima. Para o alto e avante!


======================

Palha = baixa  Madeira = média  Tijolaço = ótima

Hojeautoestima de madeira 

O "lobo mau" interno que me detonou: ausência de mim

O que fiz de bom por mim? "Olhos cheios de lágrimas são capazes de enxergar a beleza da vida e as bênçãos dela” - Osho

Escrito por Gisela Rao às 02h12
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

26/06/2011


Dia 124 - Sobre nós e as coisas importantes que nos prometeram

Arrumando meus emails ontem, no domingão, encontrei um para a minha parceira Neiva. Ele falava sobre uma promessa nunca cumprida. Quando eu tinha uns 9/10 anos, meu pai comprou uma fazenda belíssima (infelizmente só durou 1 ano porque ele também é OverSpending). Um dia ele me prometeu um pônei. Eu fiquei super feliz e contei para todos os meus amigos lá da cidade onde era a fazenda. E esperei, e esperei, e esperei... e chegou o dia da exposição de pôneis. Todos os meus amigos vieram me perguntar sobre o meu cavalinho e eu, com vergonha, apontei um pônei preto e branco e lindo. Foi minha primeira grande frustração. E também minha primeira grande mentira.

auto-estima

Se na sua vida alguém te fez uma grande promessa que nunca se cumpriu - e isso dói até hoje - acho que você gostará da resposta que a psicóloga Neiva Bohnenberger me deu:

" Ela, a menina, queria e precisava acreditar no pai herói. A menina teve que manter seu coração bem fechadinho, apertadinho para que não pulasse de lá toda a dor e sofrimento pelas ilusões plantadas, as mentiras contadas nas promessas de feridos e falsos heróis.  É um dasabafo com tanta verdade, que a criança se refaz e revela, agora, a promessa do real e possível futuro. O pônei agora é você !!!

Ele chega depois de muitas marcas, feridas, longas caminhadas, muitas quedas... não mais limpinho, perfeito...Chega, agora, para ti, num grande encontro de um amor revelado, uma Gisela pônei : grande internamente e adulta no olhar o mundo imperfeito, mas a ser feito. 

Já podes ver e mostrar, no teu coração, o amor pelo amado pônei conquistado, um animus de coragem, ação e beleza, refletido na tua capacidade de aceitar o amor por si mesma. 

A solidão é o lugar onde a criança encontra com a sua força e onde o adulto se sabe criança".

Portanto, talvez esteja na hora de você virar a própria promessa que nunca foi cumprida e de encontrar-se na sua própria solidão :)


Seja um Vigilante da AutoEstima. Para o alto e avante!


> O endereço do VAE mudou! Quem se inscreveu, mande email, por favor!! giselarao@uol.com.br

======================

> Importante: se você quiser ler sobre atitudes contra a anisedade, clique aqui: http://twixar.com/cHLlVLBRH

======================

> Urgente: o encontro do Vigilantes da AutoEstima será 2 de Julho e  será num lugar novo e lindo! Só tenho mais 5 vagasgiselarao@uol.com.br

A convidada será a terapeuta Eliana Guimarães (Programação Neurolinguística),  que ensinará a vibrar o pensamento na frequência das coisas que você quer conquistar

======================

Palha = baixa  Madeira = média  Tijolaço = ótima

Hojeautoestima de tijolaço auto-estima

O "lobo mau" interno que me detonou: nenhum

O que fiz de bom por mim? tentando organizar a vidim

Escrito por Gisela Rao às 16h37
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

23/06/2011


Dia 123 - Ria das coisas que ninguém contou pra gente

Uma das minhas melhores amigas é a Renata Rode. Jornalista e escritora (Separado, e daí?), ela tem uma humor sensacional e me divirto muito com ela. Ontem fomos almoçar e Renata está grávida de 5 meses. Era o seu grande sonho: casar de novo e engravidar :)

Ela começou a contar sobre o que rola na gravidez só que ninguém conta. Eu morri de rir e a incentivei a escrever o blog: O Outro Lado da Cegonha (ela vai começar neste feriado). Fizemos essa montagem tosca para zuar com ela hehe.

auto estima

Renata poderia reclamar de uma monte de coisas como eu vejo a maioria das grávidas fazer, mas não, ela está se divertindo com os "ossos" do ofício. Ela disse: "Eu estava tossindo muito e isso contrai a bexiga e tive que usar fralda por alguns dias. Você acredita que me marido ficou com tesão?" ahahahaha". Também falou: "Me sinto como o cachorro "Floquinho" do Cebolinha, quando me olho no espelho não sei mais o que é barriga e o que é bumbum" hahahahahahah.

Torço muito para que os dois filhotes façam sucesso: a Lara e o novo blog :) Para dar uma mãozinha, eu comprei esse livro pra ela: Bebê - Manual do Proprietário

autoestima

 

Seja um Vigilante da AutoEstima. Para o alto e avante!


> Importante: se quiser saber mais sobre libido e gravidez, leia esta máteria: "Gravidez. Fique de bem com seu corpo"

http://twixar.com/oGUtEop2d

 

 

======================

 

> Urgente: o encontro do Vigilantes da AutoEstima será 2 de Julho e  será num lugar novo e lindo! Só tenho mais 6 vagasgiselarao@uol.com.br

A convidada será a terapeuta Eliana Guimarães (Programação Neurolinguística),  que ensinará a vibrar o pensamento na frequência das coisas que você quer conquistar

=============

Palha = baixa  Madeira = média  Tijolaço = ótima

Hojeautoestima de tijolaço auto-estima

O "lobo mau" interno que me detonou: nenhum

O que fiz de bom por mim? ri muito com Renata 

Escrito por Gisela Rao às 03h12
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

20/06/2011


Dia 121 - Continue, mesmo se a Jiripoca piar, continue

Quando eu recebi o convite da querida Janaína para levar o VAE à Fundação Casa (vulgo Casa das Meninas), em Cerqueira César, eu imaginei que seria algo tranquilo e divertido como os encontros do VAE que já fazemos há dois anos. Mas não foi bem assim. Em primeiro lugar, porque embora não pareça, é uma prisão. E tivemos que deixar os celulares e máquina de filmar na entrada e nos deparar com portas e mais portas trancadas. Em segundo lugar, praticamente metade do grupo - de 40 moças - não quis participar das atividades.

Foi a primeira vez que eu encontrei resistência de metade de um grupo e tive vontade de sair correndo, mas uma coisa eu aprendi na vida: se a Jiripoca piar, continue mesmo assim. Cada uma dessas meninas, que preferiu ficar "na sua", tem seus motivos e nem vou entrar nesse aspecto. Eu apenas respeitei e segui em frente, tensa pra caramba, mas segui em frente fazendo as brincadeiras com a outra metade do grupo.

auto estima

Durante o evento, eu fiquei me perguntando qual seria o denominador comum que falasse a língua do grupo inteiro (fora as minhas tatuagens que foram muito apreciadas ;), e descobri que a palavra era "amizade". Se por um lado elas não se dão muito valor por estarem na condição em que estão (e, infelizmente, a grande maioria está lá por ter sido cúmplice do parceiro ou por tê-lo acobertado em algum delito), por outro lado elas dão um valor tremendo para a amizade que fizeram lá com alguma ou algumas colegas. Acho que das atividaes que propus, a que deu mais certo foi a dança grega no final, onde todo mundo dança abraçado e confundindo os passos. Foi uma diversão geral, que não pôde ser fotografada por elas serem menores de idade.

autoestima auto-estima

Eu saí de lá com metade do coração doído e outro feliz. Doído porque não é fácil aceitar a nossa impotência diante de realidades que a gente nem imagina ou que só vê na TV. E feliz, por ter visto a felicidade de muitas dessas meninas com o VAE. No final, uma dela me disse: "Senhora, já acabou? Eu estou me sentindo mais alegre. Obrigada!"

Nessa mesma noite, hospedada no simpático hotel da região, eu sonhei que um maremoto tinha me afastado muito do lugar de onde eu estava e eu tentava comprar um colete salva-vidas em uma banca de jornal para voltar. Mas só tinha um colete de criança e ele não servia. Minha parceira Neiva me disse que esse sonho foi muito influenciado pelo evento porque conheci meninas que deixaram de lado sua infãncia e que perderam a capacidade de se divertir. E eu torço muito para que isso volte nelas porque sei que a equipe da Fundação Casa faz um belo trabalho.

Enquanto isso, a gente vai que vai, tentando aceitar mais a nossa impotência diante de muitas coisas e lembrando que o show não pode parar e que a gente deve continuar. Sempre! Aconteça o que acontecer :)

Seja um Vigilante da AutoEstima. Para o alto e avante!

 

> Importante: excelente texto sobre "Vencendo o medo de não conseguir": http://twixar.com/pdgqK8b9


 

================

> Urgente: o encontro do Vigilantes da AutoEstima será 2 de Julho e  será num lugar novo e lindo! Só tenho mais 10 vagasgiselarao@uol.com.br

A convidada será a terapeuta Eliana Guimarães (Programação Neurolinguística),  que ensinará a vibrar o pensamento na frequência das coisas que você quer conquistar

=============

Palha = baixa  Madeira = média  Tijolaço = ótima

Hojeautoestima de tijolaço auto-estima

O "lobo mau" interno que me detonou: nenhum

O que fiz de bom por mim? sem saber que era impossível, fui lá e fiz

Escrito por Gisela Rao às 22h16
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Dia 120 - Pare, veja e escute antes de prosseguir

Fui com a Vigilante Priscilla para Cerqueira César (perto de Avaré) neste fim de semana. Fomos realizar um encontro do Vigilantes da AutoEstima na Fundação Casa - das Meninas (ex Febem). Vou falar sobre isso com calma amanhã porque estou esperando as fotos do evento.

Bom, a cidade é pequena, tem poucas ruas, muitas farmácias, muito jovem ouvindo música alta em seus carros e uma pizzaria sensacional. Os moradores também são simpaticíssimos. A gente tinha duas opções: voltar para o hotel ou ir para a balada que iria rolar com DJ e tudo. Acontece que o anti-inflamatório da tendinite me dá muito sono e resolvemos dar um passeio pela cidade. Ela é muito pacata e segura, por isso não tivemos medo de andar sozinhas.

A gente deu de cara com a trilha do trem, que não é mais usada há anos. E resolvemos tirar uma foto para mostrarmos que estamos na linha hehe.

auto estimaautoestima

A poucos metros havia uma placa: Pare, Veja e Escute antes de prosseguir. Achei sensacional porque a gente vive mesmo no mundo da impulsividade. Fazemos e falamos coisas sem pensar, nunca ouvimos o outro e, por tudo isso, estamos sempre dando de cara com o "trem". Será que um dia conseguiremos agir diferente?

Seja um Vigilante da AutoEstima. Para o alto e avante!

 

> Importante: a URL desta matéria estava errada. Segue a correta: Se você também sofre com essa síndrome de "Hidra de Lerna", essa matéria (sobre urgente/importante) vai te ajudar: http://twixar.com/NJT4DUCNC8

 

================

> Urgente: o encontro do Vigilantes da AutoEstima será 2 de Julho e  será num lugar novo e lindo! Só tenho mais 10 vagasgiselarao@uol.com.br

A convidada será a terapeuta Eliana Guimarães (Programação Neurolinguística),  que ensinará a vibrar o pensamento na frequência das coisas que você quer conquistar

 

================

Palha = baixa  Madeira = média  Tijolaço = ótima

Hojeautoestima de tijolaço auto-estima

O "lobo mau" interno que me detonou: nenhum

O que fiz de bom por mim: gostei da experiência que tive neste fim de semana. E, você, o que fez?

Escrito por Gisela Rao às 23h02
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

17/06/2011


Dia 119 - A vida é um "Hidrão de Lerna"

Eu tenho o diabo de um caderninho de coisas para fazer: ir ao médico, comprar sei lá o que, levar Pipi para fazer exames, renovar carteira de motorista (parei de guiar faz uns 10 anos), levar roupa na costureira etc etc. E o que mais me deixa feliz é quando consigo riscar vários itens que já realizei. Mas é aí que a Jiripoca pia. Toda vez que corto um item, aparecem mais cinco. É um cruz credo!

Isso me lembra a "Hidra de Lerna", um animal fantástico da mitologia grega. Ninguém conseguia matar o bicho porque cortavam uma cabeça e nasciam várias. Mas, aí, Hércules conseguiu. Para que as cabeças não se regenerassem, ele pediu ao sobrinho Iolau que as queimasse com um tição logo após o corte, cicatrizando a ferida.

auto estima

Não tem como fazer isso aqui no meu caderninho, mas tem duas coisas que dá pra fazer: 1- Separar o que é urgente do que é importante (até por cor). 2- Diminuir pela metade os compromissos que coloco na minha agenda. Senão não dá, juro, não dá!

Se você também sofre com essa síndrome de "Hidra de Lerna", essa matéria vai te ajudar: http://twixar.com/NJT4DUCNC8

Seja um Vigilante da AutoEstima. Para o alto e avante!


================

> Importante: o encontro do Vigilantes da AutoEstima será 2 de Julho e  será num lugar novo e lindo! As vagas são limitadíssimas: giselarao@uol.com.br

A convidada será a terapeuta Eliana Guimarães (Programação Neurolinguística),  que ensinará a vibrar o pensamento na frequência das coisas que você quer conquistar

 

================

Palha = baixa  Madeira = média  Tijolaço = ótima

Hojeautoestima de madeira 

O "lobo mau" interno que me detonou: fisicamente um bagaço

O que fiz de bom por mim: voltei a ficar com a conta no azul!!!

Escrito por Gisela Rao às 03h18
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

16/06/2011


Campanha Nacional de Doação de Sangue!

Começou ontem a Campanha Nacional de Doação de Sangue, com o objetivo de incentivar a atitude e aumentar o estoque de sangue no País.

Segundo dados do Ministério da Saúde, são coletadas por ano 3,5 milhões de bolsas de sangue no Brasil, quando o ideal seriam 5,7 milhões. Vamos apoiar essa causa do Ministério da Saúde!

Doe sangue e pinte as unhas de vermelho - #unhapintada -  juntando-se a essa super iniciativa. Depois espalhe no Facebook e no Twitter :) Vamos apoiar: http://migre.me/54ggK

auto estima

 

Escrito por Gisela Rao às 16h40
[ envie esta mensagem ] [ ]

Dia 118 - Tente até o fim do fim do fim

Durante os últimos 30 dias me empenhei profundamente em um projeto. Ele não deu certo. Pelo menos não como a pessoa que me convidou para fazê-lo gostaria que desse. Mas, aí eu me lembrei da grande frase que aprendi quando fiz kenjutsu - a arte da espada japonesa: "Um Samurai morre lutando"

auto estima

Quando a gente dá o sangue para uma coisa e ela dá errado, temos uma sensação de glória assim mesmo. É igualmente bom. Se não deu certo foi porque houve uma conjuntura de fatores e não porque você é um bocomoco. Isso vale para relacionamentos também. Entendendo isso, todo mundo sofre menos, se frustra menos e se culpa menos.

Foram poucos os "Samurais" que conheci na vida até agora, mas vou citar um deles: meu amigo Vlad Maluf. Esse rapaz passou muita necessidade na infância e na juventude. Sua tia conseguiu pagar a faculdade dele com muito sacrifício. Hoje, o Vlad é um grande jornalista e editor. A gente até quase brigou quando ele começou a exigir demais das matérias que eu fazia. Hoje, pelo resultado do trabalho dele em um grande portal, entendo o quanto estava certo. Vlad não conhece o termo "meia-bocation".

auto estima

Ele também escreve bem pra diabo e reproduzo aqui um trecho do seu blog: "Morreu a minha vizinha, uma senhora. Senhorinha, como chamamos os velhos por quem temos carinho. Ela era sozinha. Não tinha filhos, nem irmãos, nem primos ou amigos. A marca registrada era um tufo de papel higiênico entre os seios. De vez em quando, ela sacava o tufo e chuchava no nariz, para ter certeza de que nenhuma secreção ia tirar a atenção da sua história. E contava sempre as mesmas".

Agora, o Vlad está batalhando uma bolsa de estudos para um curso super importante e a votação é amanhá às 18 horas. Se você quer ganhar o seu dia, só precisa ir até a página dele no Facebook e dar um "curtir". Eu faço questão de ajudar este jovem "Samurai" - convocando todos os vigilantes - a ganhar mais uma batalha :)


"Encare, casualmente, as grandes coisas e, seriamente, as pequenas – como se a vida dependesse desses detalhes." - Musashi Sensei


================

> Importante: o encontro do Vigilantes da AutoEstima será 2 de Julho e  será num lugar novo e lindo! As vagas são limitadíssimas: giselarao@uol.com.br

A convidada será a terapeuta Eliana Guimarães (Programação Neurolinguística),  que ensinará a vibrar o pensamento na frequência das coisas que você quer conquistar

================

Palha = baixa  Madeira = média  Tijolaço = ótima

Hojeautoestima de tijolaço auto-estima

O "lobo mau" interno que me detonou: nenhum

O que fiz de bom por mim: voltando o foco para a minha missão

Escrito por Gisela Rao às 01h22
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

15/06/2011


Reflexão do dia

"Já escondi um amor com medo de perdê-lo, já perdi um amor por escondê-lo. 

Já segurei nas mãos de alguém por medo, já tive tanto medo, ao ponto de nem sentir minhas mãos. 

Já expulsei pessoas que amava de minha vida, já me arrependi por isso. 

Já passei noites chorando até pegar no sono, já fui dormir tão feliz, ao ponto de nem conseguir fechar os olhos.

Já acreditei em amores perfeitos, já descobri que eles não existem.

Já amei pessoas que me decepcionaram, já decepcionei pessoas que me amaram.

Já passei horas na frente do espelho tentando descobrir quem sou, já tive tanta certeza de mim, ao ponto de querer sumir.

Já menti e me arrependi depois, já falei a verdade e também me arrependi.

Já fingi não dar importância às pessoas que amavam, para mais tarde chorar quieta em meu canto.

Já sorri chorando lágrimas de tristeza, já chorei de tanto rir.

Já acreditei em pessoas que não valiam a pena, já deixei de acreditar nas que realmente valiam.

Já tive crises de riso quando não podia.

auto estima

Já quebrei pratos, copos e vasos, de raiva.

Já senti muita falta de alguém, mas nunca lhe disse.

Já gritei quando deveria calar, já calei quando deveria gritar.

Muitas vezes deixei de falar o que penso para agradar uns, outras vezes falei o que não pensava para magoar outros.

Já fingi ser o que não sou para agradar uns, já fingi ser o que não sou para desagradar outros.

Já contei piadas e mais piadas sem graça, apenas para ver um amigo feliz.

Já inventei histórias com final feliz para dar esperança a quem precisava.


Já sonhei demais, ao ponto de confundir com a realidade... Já tive medo do escuro, hoje no escuro "me acho, me agacho, fico ali".

Já cai inúmeras vezes achando que não iria me reerguer, já me reergui inúmeras vezes achando que não cairia mais.

Já liguei para quem não queria apenas para não ligar para quem realmente queria.

Já corri atrás de um carro, por ele levar embora, quem eu amava.

Já chamei pela mamãe no meio da noite fugindo de um pesadelo. Mas ela não apareceu e foi um pesadelo maior ainda.

Já chamei pessoas próximas de "amigo" e descobri que não eram... Algumas pessoas nunca precisei chamar de nada e sempre foram e serão especiais para mim.

Não me dêem fórmulas certas, porque eu não espero acertar sempre.

Não me mostre o que esperam de mim, porque vou seguir meu coração!

Não me façam ser o que não sou, não me convidem a ser igual, porque sinceramente sou diferente!

Não sei amar pela metade, não sei viver de mentiras, não sei voar com os pés no chão.

Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma pra SEMPRE! "

Clarise Lispector


================

> Importante: o encontro do Vigilantes da AutoEstima será 2 de Julho e  será num lugar novo e lindo! As vagas são limitadíssimas: giselarao@uol.com.br

A convidada será a terapeuta Eliana Guimarães (Programação Neurolinguística),  que ensinará a vibrar o pensamento na frequência das coisas que você quer conquistar

Escrito por Gisela Rao às 03h02
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

13/06/2011


Dia 116 - O seu problema é achar que há problema em você

Ontem fui atrás de medicamentos pra minha tendinite. Fui na Paulista e na Liberdade. Era Dia dos Namorados e, para falar a verdade, vi muito mais gente sozinha ou com amigos do que casais. Mas prestei atenção nos casais. Eram formandos por pessoas altas, baixas, magras, normais, gordas, morenas, loiras, ruivas, brancas, negras, orientais, jovens, em tão jovens, com dinheiro, sem dinheiro... Enfim. 

Estou dizendo isso porque sei que muita gente aqui sofreu ontem achando que estava sem um par por ser isso ou por aquilo. Para essas pessoas, eu recomendo o novo filme do "X-Man": "X-Man, Primeira Classe". Neste filme, os mutantes, que são diferentes dos outros humanos batalham para serem aceitos entre eles e pela humanidade. Mas o mais legal é a batalha que eles fazem para serem aceitos por si próprios.

auto-estima

Fique de olho no conflito da mocinha azul, que vive se disfarçando de loira gostosa. Se você acha que está sem um par porque é feia(o), gorda(o), duranga(o), topeira, baixa(o), alta(o) demais etc etc. É exatamente esta mensagem que você vai passar. Lembre-se do que o Gasparetto diz: "Se você se achauma "kombi", o mundo te verá uma "kombi" hehehehe

Não está na hora de você "menefregar" para estas crenças maledetas?

Seja um Vigilante da AutoEstima. Para o alto e avante!


 


> Legal: tem coluna minha nova no Atmosfera Feminina: Você completa ou complementa no amor? http://twixar.com/fWKaf3YoT


> Importante: o encontro do Vigilantes da AutoEstima será 2 de Julho e  será num lugar novo e lindo! As vagas são limitadíssimas: giselarao@uol.com.br

A convidada será a terapeuta Eliana Guimarães (Programação Neurolinguística),  que ensinará a vibrar o pensamento na frequência das coisas que queremos conquistar

 

 

================

Palha = baixa  Madeira = média  Tijolaço = ótima

Hojeautoestima de tijolaço auto-estima

O "lobo mau" interno que me detonou: nenhum

O que fiz de bom por mim: ligando muito para o que os outros pensam, não

Escrito por Gisela Rao às 03h29
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

10/06/2011


115 - Mude suas palavras, mude seu mundo

Está chegando o Dia dos Namorados e a maioria das minhas amigas solteiras está em pânico. Ai, Deus, nessas horas eu agradeço por ter a idade que eu tenho e ter aprendido a colocar as "fichas" em outras coisas na vida também. Sim, eu já fui assim. Achava que se eu não tivesse um homem ao meu lado eu valia tanto quanto uma flanelinha de carro usada. 

Olha, ficar inquieta perto da data, tudo bem, o problema é que muitas mulheres (realmente não vejo os homens fazerem isso) começam a se depreciar loucamente, achando que estão sozinhas, "encalhadas", porque são um monte de coisas ruins. Pra começar quem encalha é baleia, Titanic e carro velho na lama. Segundo, só tenho algo a dizer: mude suas palavras, mude seu mundo. É por isso que convidei, para o imperdível próximo encontro do VAE, a terapeuta Eliana Guimarães(expert em Programação Neurolinguística),  que ensinará a vibrar o pensamento na energia das coisas que queremos conquistar. Eliana Guimarães não falará só sobre amor e, sim, sobre todos os pontos mais importantes para você.

Não adianta, se você se sentir rejeitada, feia, velha, gorda - etc - vai vibrar num baixo astral desgraçado e é aí que todo mundo desaparece mesmo. Ansiedade, querer algo demais, também é uma bomba. Li em uma matéria da revista Lola que excesso de ansiedade interfere até no nosso cheiro. 

Vigilante Tijolaço sabe que tem valor independente de qualquer fato. Se está sozinha hoje, amanhã não estará. Isso não muda em nada os próprios valores. E curte as amigas, a família, as coisas legais da vida. Minha mãe sempre dizia: "Não estrague o que você tem, com o que não tem". Vigilante Tijolaço já resgatou seu poder interior para si. Ele não está na mão de outro ou de alguma coisa.

Vamos levantar essa vibe, Vigilantes!

Seja um Vigilante da AutoEstima. Para o alto e avante!

 


> Legal: tem coluna minha nova no Atmosfera Feminina: Você completa ou complementa no amor? http://twixar.com/fWKaf3YoT


> Importante: o encontro do Vigilantes da AutoEstima será 2 de Julho e  eerá num lugar novo e lindo! As vagas são limitadíssimas: giselarao@uol.com.br

A convidada será a terapeuta Eliana Guimarães (Programação Neurolinguística),  que ensinará a vibrar o pensamento na frequência das coisas que queremos conquistar

================

Palha = baixa  Madeira = média  Tijolaço = ótima

Hojeautoestima de tijolaço auto-estima

O "lobo mau" interno que me detonou: nenhum

O que fiz de bom por mim: reequilibrando

Escrito por Gisela Rao às 04h27
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

09/06/2011


Dia 114 - Campanha "Passe reto pelo Umbral!"

Ontem eu saí correndo para atender o telefone aqui em casa, escorreguei no cobertor dos gatos, e levei um tombão. Eu dei muita risada porque eu lembrei de um amigo antropólogo que esteve em uma tribo na África. Ele disse que quando acontece algo assim, eles falam: "Levou um tapa do fantasma!". Dizem isso porque, segundo eles, é a vida que tá mandando mensagem para você parar e refletir um pouco. E fiz isso.

auto estima

Vendo o filme do Chico Xavier - "Nosso Lar" - fiquei com um medão danado. Segundo os espíritas, se a gente não dá muita atenção pra saúde (como venho fazendo) você é considerado um "suicida incosciente". O resultado disso é que, quando você bate as botas, cai de cara no lamão que eles chama de Umbral (vulgo Purgatório). E o pior: os outros espíritos descem o sarrafo em você. 

Então, eu estou lançando a campanha "Passe reto pelo Umbral". Para acontecer isso, você tem que dar valor à vida, cuidando da sua saúde, e cuidando dos outros também. Sendo generoso, gentil. Tá nessa? Queremos lama no pós-vida, não. Branco-Omo-Total, já! hehe

Seja um Vigilante da AutoEstima. Para o alto e avante!


> Não perca por nada neste mundo estes maravilhosos relatos: Mulher de Força e Fé : https://www.mulherdeforcaefe.blogspot.com

> Prepare-se: o encontro do Vigilantes da AutoEstima será 2 de Julho e  promete! Será num lugar novo e lindo! Reserve já porque as vagas são limitadíssimas: giselarao@uol.com.br

A convidada será a terapeuta Eliana Guimarães (expert em Programação Neurolinguística),  que ensinará a vibrar o pensamento na energia das coisas que queremos conquistar

================

Palha = baixa  Madeira = média  Tijolaço = ótima

Hojeautoestima de tijolaço auto-estima

O "lobo mau" interno que me detonou: nenhum

O que fiz de bom por mim: diminuí o ritmo e voltei a cuida da saúde

Escrito por Gisela Rao às 03h56
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

08/06/2011


Dia 113 - Sobre as coisas que a gente aprende na vida

A mulher da minha vida, no caso minha mãe, deixou o seu corpo em outubro do ano passado. Embora eu seja budista e sempre me lembre da impermanência, o acontecimento me arrombou a alma. Eu penso nela todos os dias e hoje seria seu aniversário de 76 anos.

Estes dias, eu tive que ir ao Rio e duas coisas me chamaram a atenção e vou ligá-las a ela. Minha forma de comemorar o seu aniversário será através da gratidão que sinto por essa mulher que, como diz Stella Florence, deveria ter sido enterrada em pé.

auto estima

Muitas pessoas, quando vão viajar, se esquecem de que não podem embarcar com objetos pontudos e são obrigadas a deixá-los em uma caixa, no aeroporto. Minha mãe teve muitos "objetos cortantes" em sua vida, que fizeram grandes estragos, e que ela soube perdoar. Com ela aprendi a arte do perdão e a deixar muitas coisas - e pessoas - para trás.

Esta foto tirei na casa de uma tia querida, no Rio. É um guarda livro, muito simples, pra colocar na poltrona e ele - o livro - não ficar caindo toda hora. Com a minha mãe eu também aprendi a arte da simplicidade. Por mais sofisticada que tenha sido a sua educação, ela tinha uma forma simples de ver a vida e as coisas. Também aprendi que na vida o negócio é ser criativo, assim a jurupoca pia menos pro nosso lado hehehe

Mãe, adoro você, que seja preciosa a sua estada onde quer que você esteja :'-)

"Queridos filhos e netos, agradeço a Deus por ter tido vocês, que me deram a razão de viver. Vocês dividiram comigo, as alegrias e tristezas. Sem vocês, não teria nada. Meu marido, apesar das grandes diferenças entre nós, foi um bom companheiro. Chego aos 70 anos, realizada e tranquila" - M. Clarice. Junho de 2005

 

================

Palha = baixa  Madeira = média  Tijolaço = ótima

Hojeautoestima de madeira 

O "lobo mau" interno que me detonou: saúde meia boca

O que fiz de bom por mim: marquei médico pra ver a tendinite

Escrito por Gisela Rao às 04h02
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]
Gisela Rao
Gisela Rao é publicitária, escritora e está jornalista. Cansada de ver tanta gente se desvalorizando por aí (inclusive ela mesma!), resolveu criar o programa de motivação Vigilantes da AutoEstima, junto com a psicóloga Neiva Bohnenberger. Se anda difícil para você olhar no espelho e dizer "Eu me amo", acompanhe - e participe - dos relatos dessa divertida escritora, totalmente gente-como-a-gente, que se lançou um desafio:
vigiar sua autoestima por 365 dias. Conseguiu! E a saga continua...
Para o alto e avante!





Conheça meus livros:

Tchau, Nestor        Socorro, Leitora!





Histórico

    Outros Sites

    template-mod por André Dogon