Vigilantes da Autoestima

Atitudes que transformam sua vida


01/10/2010


Dia 373 - Traga harmonia para a sua vida

Vocês devem ter percebido como o clima do nosso blog melhorou muito quando eu comecei a moderar os comentários. O mais curioso é que o povo das trevas evaporou, ou seja: eles queriam mesmo era desarmonizar o nosso trabalho, além, claro, de torrar o saco do povo do bem; afinal, é a missão deles mesmo.

auto estima

Quem me convenceu a fazer isso foi o Pedro Henrique, meu querido Vigilante, que se tornou meu amigo e que é meu braço direito e protetor. Ele me mostrou um texto do Drauzio Varella que prova que desordem e desarmonia mais do que duplica o número de delitos. Vou reproduzir um trechinho:

"Uma experiência foi realizada no estacionamento de um supermercado. No portão em que as pessoas normalmente entravam para buscar o carro, foi colocada uma cerca com uma abertura de 50cm. Nela, foram afixados um aviso para andar 200 metros a fim de alcançar um portão alternativo e outro que proibia amarrar bicicletas na cerca.

Na condição de ordem, quatro bicicletas foram estacionadas a um metro da cerca; na de desordem, as quatro foram acorrentadas a ela. Na ordem, 27% das pessoas entraram pelo portão proibido; na desordem, o número aumentou para 82%.

Em outro estudo, também conduzido no estacionamento de um supermercado, foi colocado num aviso para devolver o carrinho de compras num determinado lugar, depois de descarregá-lo no porta-malas. Ao mesmo tempo, foram pendurados os panfletos inúteis na parte externa do para-brisa.

Para simular ordem, nenhum carrinho foi deixado à vista; na situação de desordem, quatro deles ficaram expostos. Quando havia ordem, 30% dos motoristas atiraram o panfleto no chão, atitude tomada por 58% dos que encontraram os carrinhos abandonados".

A filosofia do blog VAE sempre foi o caminho da harmonia. E rola assim: eu encaro meu caos interno e externo, tento encontrar o que der de equilíbrio e passo isso para a frente. E, assim, cada vez mais gente se identifica e já ultrapassamos faz tempo a marca de um milhão. 

Depois de expurgar tudo o que precisava, ser ouvida pelos meus amigos reais e virtuais e de retomar meu poder interior, hoje acordei bem pra caramba. Então, eu queria dedicar uma música muito harmônica e muito cheia de luz que eu costumava dedicar aos meus namorados, mas que comecei a dedicar a mim mesma, aos meus amigos, a vocês e às minhas gatas. 

Até amanhã e seja também um Vigilante da AutoEstima!

_________________________________________________________

 Palha = autoestima baixa  Madeira = média  Tijolo = ótima

 

Hoje: casinha de tijolo 

O que fiz de bom por mimsim, eu sou do bem :)

O "lobo mau" interno que me detonou: nenhum

giselarao@uol.com.br  @giselarao

 ________________________________________________________

> Infozinha: O Blog VAE apoia para Deputado Estadual, o já deputado do bem:  Raul Marcelo 50.550 (SP) 

Mara Gabrilli  (4517) para Federal

Escrito por Gisela Rao às 00h17
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

30/09/2010


Dia 372 - Pare de botar todo mundo no mesmo"saco"

Acho muito simplista demais as pessoas que dizem o que você deveria ou não ter feito no seu relacionamento, como se fosse uma máquina de refrigerante que você coloca a ficha, escolhe a latinha e... pronto!. Acho simplista porque cada pessoa é de um jeito, sente de um jeito, se alegra e sofre de um jeito. E se o amor fosse algo tão simples não seria tema de tantas obras em tantas décadas.

Seria ótimo ter uma Gillian McKeith (do programa "Você é o Que Você Come") do amor, com um programa chamado "Você é Quem Você Namora". Ela chegaria na nossa casa e diria: "deixa eu ver com quem você teve relacionamento nos três últimos anos!". E eles estariam sentadinhos na mesa, aguardando uma avaliação.

auto estima

E ela desceria a lenha na gente, daria um monte de bordoada e nos colocaria para fazer uma dieta amorosa: "Isso pode fazer e dizer, isso não pode!".

Pô, seria bom mesmo, mas não tem como porque, no amor, não dá pra botar todo mundo no mesmo saco. E é por isso que acabei parando de dar conselho amoroso quando me pediam. E mesmo que - quem vê de fora, vê melhor - eu também não entendo patavinas desse assunto. E é por isso que também tento não julgar mais ninguém. E olha que me contam cada coisa por email!!!

Mas antes que o Luiz e mais algumas Vigilantes batam em mim por estar falando novamente sobre amor, na realidade o que quero dizer é isso- pare só por hoje de julgar ou criticar os outros nesse quesito, como se todo mundo fosse igual, ou pior: escrito e escarrado à sua semelhança.

A conclusão que estou chegando é que a gente tem sim que focar no autoconhecimento se quiser alguma resposta ou conquistar algo que faça sentido. A querida Regina Navarro Lins, psicanalista - e autora de dez livros sobre relacionamento amoroso - também concorda: "A condição essencial para ficar bem sozinho é o exercício da autonomia pessoal. É com o desenvolvimento individual que se processa a mudança interna necessária para a percepção das próprias singularidades e do prazer de estar só. E assim fica para trás a idéia básica de fusão do amor romântico, que transforma os dois numa só pessoa. E quando se perde o medo de ser sozinho, se percebe que isso não significa necessariamente solidão".

auto estima

"Não me dêem fórmulas certas, porque eu não espero acertar sempre.

Não me mostrem o que esperam de mim, porque vou seguir meu coração!

Não me façam ser o que não sou, não me convidem a ser igual, porque

sinceramente sou diferente!

Não sei amar pela metade, não sei viver de mentiras, não sei voar com os

pés no chão.

Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma pra SEMPRE!"

Clarice Lispector

 

 

Até amanhã e seja também um Vigilante da AutoEstima!

_________________________________________________________

 Palha = autoestima baixa  Madeira = média  Tijolo = ótima

 

Hoje: casinha de tijolo 

O que fiz de bom por mimautoconhecimentation é a chave

O "lobo mau" interno que me detonou: nenhum

giselarao@uol.com.br  @giselarao

 ________________________________________________________

> Infozinha: O Blog VAE apoia para Deputado Estadual, o já deputado do bem:  Raul Marcelo 50.550 (SP)

 

 

Escrito por Gisela Rao às 00h51
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

29/09/2010


Dia 371 - Hora do "Desempacation"

Já faz muitos anos que eu tento trabalhar o empacation no terreno sentimental. Já fiz um bocado de terapia na vida e a coisa ainda atravanca. Quem me acompanha sabe que só em um ano houve três empacations no amor. Mas como eu e Thomas Edson não desistimos da busca (embora às vezes dê vontade), fui viver uma experiência diferente hoje: participei de um círculo de Cura Quântica, com meu terapeuta xamânico Cyro Leãoo.

Pra entender um pouco: "o Círculo de Cura Quântica trabalha a retirada dos artefatos e implantes genéticos que trazemos desta e de outras vidas. Os artefatos são registros remanescentes de um trauma passado, energético ou emocional, que permaneceu nos campos elétricos do corpo. Eles também são responsáveis por manterem padrões inadequados de comportamentos".

Quando eu fiquei no círculo e o Cyro me perguntou o que eu queria trabalhar, eu disse: a não realização no amor das mulheres da minha família - bisavó, avó, mãe, minhas irmãs e eu. Não vou entrar em detalhes, mas só vou dizer que a vivência mais uma vez foi maravilhosa e acredito que meu padrão neste segmento da vida vá mudar quando eu menos esperar.

auto estima

Mas tem algo que eu queria dizer: desde que comecei o trabalho com o Cyro comecei a perceber que raiva e mágoa, por mais que eu brinque com isso nos encontros do VAE, não levam a po@#$ de lugar nenhum. Ao contrário: a gente se prende muito mais ao que queria se livrar. Numa dessas "viagens" que tive com o tambor em que alguns bichos aparecem pra gente, eu pedi ajuda para sair dessas mágoas todas e o bicho que apareceu e que me "levou" de uma margem para outra foi um golfinho. E hoje eu soube que o golfinho está ligado ao amor incondicional.

auto estima

Curiosamente tive um insight esta semana de que se eu trabalhasse mais a energia do amor incondicional e a compaixão, mais eu seria feliz e tudo fluiria melhor. Então, comecei a mandar a tal da nossa conhecida luz rosa para a pessoa que deixei que me magoasse.

E meu sofrimento diminuiu pra caramba porque o sofrimento não era tanto a ausência dele e sim as mágoas e o machucation. E quando a gente dá essa transcendida tudo fica muito, muito diferente e muito mais leve.

E acho que isso pode ser aplicado para qualquer pessoa que tenha te causado mágoa, incluindo seus pais (se for o caso).

Mas eu queria deixar algo bem claro, levantando por uma vigilante: não "dar certo no amor" em momento nenhum diminui meu valor, muito menos minha autoestima. Quero ter alguém, como todo mundo quer porque é legal e só acrescenta, mas continuo tocando minha vida para o alto e avante com ou sem ninguém ao lado. Não deixo de fazer nada do que gosto porque estou bandeira livre.

E se você quiser conhecer o trabalho do Cyro, neste sábado terá Limpeza e Proteção Espiritual. Informações:  http://migre.me/1qGVx

Até amanhã e seja também um Vigilante da AutoEstima!

 

_________________________________________________________

 Palha = autoestima baixa  Madeira = média  Tijolo = ótima

 

Hoje: casinha de tijolo 

O que fiz de bom por mimdesempacation já!!!

O "lobo mau" interno que me detonou: nenhum

giselarao@uol.com.br  @giselarao

 ________________________________________________________

 

> Infozinha: O Blog VAE apoia para Deputado Estadual, o já deputado do bem:  Raul Marcelo 50.550 (SP)

Escrito por Gisela Rao às 01h05
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

27/09/2010


Dia 370 - Pai, afasta de mim este cálice

Uma coisa me chamou a atenção no encontro de sábado: o relato de várias pessoas que estão sofrendo assédio moral no trabalho. Puxa vida, que coisa mais triste. Hoje, ouvindo uma música do Chico (proibida na ditadura) me veio um insight que eu nunca tinha percebido, a letra tem duplo sentido: cálice/cale-se.

auto estima

"Como é difícil

Acordar calado

Se na calada da noite

Eu me dano

Quero lançar

Um grito desumano

Que é uma maneira

De ser escutado"

Mais uma vez vou dizer aqui: quando as pessoas nos fazem mal e vamos aceitando, aceitando, nós damos poder a elas e portanto tiramos de nós o nosso poder. Resumindo: morremos um pouco para dar vida ao outro. Por isso, se alguém está machucando, humilhando você neste momento, não se silencie. Conheço equipes que derrubaram um diretor porque este estava com comportamento abusivo.

E é claro que este meu conselho também serve para o amor. Mas no amor é ainda mais difícil que no trabalho porque, no amor, muita gente não consegue entender que a mesma pessoa legal e amorosa também pode ser má e nos machucar ao mesmo tempo. Não são dois seres, é um só. Muito, muito difícil acreditar e aceitar isso.

Para cair melhor a ficha, vou colocar o conceito de humilhação:  "é um sentimento de ser ofendido/a, menosprezado/a, rebaixado/a, inferiorizado/a, submetido/a, vexado/a, constrangido/a e ultrajado/a pelo outro/a. É sentir-se um ninguém, sem valor, inútil. Magoado/a, revoltado/a, perturbado/a, mortificado/a, traído/a, envergonhado/a, indignado/a e com raiva. A humilhação causa dor, tristeza e sofrimento".

Não sei se este post vai abrir os seus olhos e fazer você rodar a baiana e gritar "Pai, afaste de mim este cálice!", mas é minha missão tentar. E chamo para me ajudar o escritor Guimarães Rosa:

 “Digo: o real não está na saída nem na chegada: 

ele se dispõe para a gente é no meio da travessia

O correr da vida embrulha tudo. 

A vida é assim: esquenta e esfria, aperta e daí afrouxa, sossega e depois desinquieta. 

O que ela quer da gente é coragem.

Até amanhã e seja também um Vigilante da AutoEstima!


> Infozinha: Gisela Rao apoia para Deputado Estadual (SP), o já deputado do bem:  Raul Marcelo (50.550) e Mara Gabrilli  (4517) para Federal

 

____________________________________

Palha = autoestima baixa  Madeira = média  Tijolo = ótima

Hoje: casinha de tijolo 

O que fiz de bom por mimafastaaaaaaaaaaaaaaaaaa

O "lobo mau" interno que me detonou: nenhum

giselarao@uol.com.br     @giselarao

_____________________________________________________

Escrito por Gisela Rao às 21h46
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

26/09/2010


Dia 369 - O sol no céu da nossa casa

auto estima

É a primeira vez que começo um post por uma foto, mas ela tem muito a ver com o encontro do VAE deste sábado (com 60 pessoas!). Esta imagem, de Marco Mendes, é da coletânea "O sol no céu da nossa casa". Mas antes vou falar de uma frase do novo livro de Elizabeth Gilbert: "Comprometida". Ela se refere a um divórcio muito doloroso e diz: "A única maneira de sair do labirinto emocional foi tatear até achar o caminho".

Quando comecei a ouvir as histórias tão dolorosas partilhadas neste sábado eu poderia ter ficado aniquilada emocionalmente, mas ao final de cada uma delas eu ouvia Elizabeth Gilbert ecoando na minha mente. Primeiro, porque quando compartilhamos nossa dor (e o VAE é um grande colo para isso), mais ela se torna menor. Segundo, porque, assim como a escritora e independente do problema, toda(o)s nós sabemos que tatearemos até achar o caminho e que, neste caminho, sempre reencontraremos uma janela para o sol. 

A gente se emocionou para caramba neste encontro e riu até cair também. Afinal, o que é a vida senão essa cirandinha de contrastes? Ouvimos o caso doído da querida Vigilante que namorou 7 anos, separou e o cara casou 15 dias depois com outra; mas também escutamos a história maravilhosa da Vigilante que se apaixonou novamente aos 60 anos.

Algumas pessoas me perguntam se não saio baqueada energeticamente desses eventos. A resposta é: NÃO! Saio infinitamente fortalecida porque como já disse aqui: o VAE é verdadeira fonte onde recarrego as baterias da minha alma. E tudo o que dou e recebo nestes encontros é AMOR.

"Amor, eu te vejo lá

à deriva no ar

flutuando pela janela aberta

ah, o sentimento de amor

reflito sobre

o que pode entrar

quando nossos corações estão abertos

Aqui aparecem as testemunhas

que reconhecem como sagrado o amor pode ser

compartilhado, mostrado para todos verem 

a beleza que pode ser

quando o amor é cultivado

Nosso amor é uma coisa sagrada

como os mistérios da noite

na escuridão inabalável

e ainda tão forte veio à luz

Nosso amor é uma coisa infinita

como o último raio de sol sobre o mar

quando ele se põe no poente

e a lua sobe" -

"Open Window" - Sarah Harper

A partir de janeiro de 2011, começarei a fazer encontros incialmente nas grandes cidades brasileiras: Rio de janeiro, Belo Horizonte, Salvador, Brasília e Curitiba. Por que essas quatro? Porque a gente precisa juntar um grande número de pessoas (no encontro) para poder pagar as despesas de avião e hotel (não vamos esperar patrocínio, não!). Depois, começaremos a ir para as cidades menores e igualmente maravilhosas. Então, se você mora em um destes lugares e conhece um local grande para a gente levar o VAE (salão de festa ou outro salão), entre em contato comigo: giselarao@uol.com.br. Eu vou ajudar a divulgar aqui pelo blog :)

Até amanhã e seja também um Vigilante da AutoEstima!

 

 

auto estima

Encontro do VAE 25/09

auto estima

AUTOESTIMA SP - Restaurante do MASP (26/09)


> Infozinha: O Blog VAE apoia para Deputado Estadual, o já deputado do bem:  Raul Marcelo 50.550 (SP)

_________________________________________________________

 Palha = autoestima baixa  Madeira = média  Tijolo = ótima

 

Hoje: casinha de tijolo 

O que fiz de bom por mimvoltando a sentir o sol do céu da minha casa :)

O "lobo mau" interno que me detonou: nenhum

 ________________________________________________________

 

Escrito por Gisela Rao às 19h07
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]
Gisela Rao
Gisela Rao é publicitária, escritora e está jornalista. Cansada de ver tanta gente se desvalorizando por aí (inclusive ela mesma!), resolveu criar o programa de motivação Vigilantes da AutoEstima, junto com a psicóloga Neiva Bohnenberger. Se anda difícil para você olhar no espelho e dizer "Eu me amo", acompanhe - e participe - dos relatos dessa divertida escritora, totalmente gente-como-a-gente, que se lançou um desafio:
vigiar sua autoestima por 365 dias. Conseguiu! E a saga continua...
Para o alto e avante!





Conheça meus livros:

Tchau, Nestor        Socorro, Leitora!





Histórico

    Outros Sites

    template-mod por André Dogon