Vigilantes da Autoestima

Atitudes que transformam sua vida


27/05/2011


Dia 107 - Cuidado com essa falta de tempo!

Ando falando disso ultimamente porque a jurupoca anda piando nesse sentido na minha vida. Aliás, na vida de todo mundo. Eu percebi que estou no limite da falta de tempo quando coloquei uma sacola ao lado do computador pra fazer carinho na gata enquanto escrevo. Então, ela sabe que, se quiser ganhar carinho, tem que entrar na sacola, coitada. Pra você ter uma idéia, eu pedi ajuda aos Vigilantes, crie o email VAI VAE, e não consigo tempo para responder os emails de quem pode me ajudar nessa questão de falta de tempo!!! :(

autoestima

Eu percebi também que a humanidade ocidental estava toda sem tempo quando começou a abreviar o beijo nos emails: bjo. Gente, o que é isso? Eu me recuso a abreviar um beijo, mesmo que seja escrito Cruz credo!

Meu amigo, o jornalista Carl Honoré, descobriu que ele estava no limite quando, na loja do aeroporto, comprou um  livro para ler histórias em quadrinho para os filhos em 1 minuto. Foi aíq ue decidiu mudar toda a sua vida e escrever o livro "DEVAGAR": 

http://www.submarino.com.br/produto/1/837319/devagar

A pergunte é: onde vamos parar, pessoal? A maioria dos estagiários que conheço está com gastrite!! Meu Deus, há 20 anos eu estagiava em uma agência de publicidade e a taref amais estressante era dar banho no viralata da empresa, o Lobão.

O mais louco é que estamos trabalhando para pagar o nosso descanso, ou nossos remédios, ou médicos, ou acupuntura. Olha que doideira!

Por isso, eu convoco todos os Vigilantes a aderir à campanha "Pare-cinco-minutinhos-por-dia-seu-tarado-por-trabalho!". Durante esses 5 minutinhos diários, nós vamos parar e prestar atenção na nossa respiração. Oi? Sim, respiração? Ih, você está como eu, esquecendo até de respirar? Eita! Hahahaha

Seja um Vigilante da AutoEstima. Para o alto e avante!

 

 

================

Palha = baixa  Madeira = média  Tijolaço = ótima

Hojeautoestima de madeira 

O "lobo mau" interno que me detonou: sem tempo pra nada

O que fiz de bom por mim: fiz meus 5 minutinhos respiration

Escrito por Gisela Rao às 03h37
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

25/05/2011


Dia 106- Fique mais tempo pelada(o)

Não, não fiquei tãtã de vez. Isso foi algo que ouvi do professor Nuno Cobra, quer dizer, mais ou menos isso. A verdade é que tá todo mundo estressado para caramba. Trabalhamos que nem doidos (e agora só tenho 1 mês para entregar o meu livro sobre o VAE!!!), as coisas estão caríssimas, e ainda têm vários outros tipos de pepinos... Então, como eu já disse, o professor Nuno Cobra está me ajudando a ter menos stress e ele disse que uma das melhores coisas é tomar banho. Não só pela água, mas porque ficamos pelada(o)s e isso nos remete há centenas de anos atrás, à natureza, quando talvez tudo fosse mais simples (ou não! hehe).

autoestima

Então, se você está estressada(o) que é o cão, curta mais o seu momento peladation. Tente ficar no presente, sem ficar com a mente zanzando no passado e no presente. E aproveite para pensar em algo engraçado, numa cena divertida, porque rir já é legal, rir como veio ao mundo, então... é melhor ainda ;)

 

Seja um Vigilante da AutoEstima. Para o alto e avante!

 

> Infozinha: Mulheres de Sucesso Querem Poder... Amar é o primeiro livro da jornalista Joyce Moysés, que acumula 23 anos de experiência nas principais revistas femininas do país. Com base em suas pesquisas e histórias pessoais, Joyce constata que, para ter substância, o sucesso tem que acontecer nas diferentes facetas da vida. E alerta para os prejuízos pessoais de focar apenas na carreira e abandonar todo o resto.

================

Palha = baixa  Madeira = média  Tijolaço = ótima

Hojeautoestima de madeira 

O "lobo mau" interno que me detonou: streeeessss

O que fiz de bom por mim: descolei um Polar pra fazer exercício :)

Escrito por Gisela Rao às 23h55
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Dia 105 - Você é bem maior que o fato

Disse uma coisa hoje no Tijolation´s Day que vale para todo mundo: autoestima é o valor que você se dá. Repito: é o valor que VOCÊ se dá! Portanto, se você se acha inteligente, bela(o), esperta(o), criativa(o), compassiva(o), competente etc - e se você leva um pé no traseiro, ou se perde o emprego, ou se fica sem grana, ou se sua mãe morre... VOCÊ CONTINUA:  inteligente, bela(o), esperta(o), criativa(o), compassiva(o), competente etc - porque foi você quem reconheceu esses valores em você.

auto-estima

Então, o dia que as pessoas aqui perceberem, como eu percebi quando criei esse blog, essa verdade aí acima, sobe na hora pra autoestima Tijolaço.

Seja um Vigilante da AutoEstima. Para o alto e avante!

================

Palha = baixa  Madeira = média  Tijolaço = ótima

Hojeautoestima de tijolaço auto-estima

O "lobo mau" interno que me detonou: nenhum

O que fiz de bom por mim: consegui fazer mil coisas ao mesmo tempo e amanhã vou maneirar

 

Escrito por Gisela Rao às 01h34
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

24/05/2011


Dia 104 - Cada um tem o seu processo (fazer o que...)

Achei bacaninha o filme Piratas do Caribe 4, mas se você é fã da Penélope Cruz e espera vê-la toda poderosa esqueça. Quer dizer, do lado "profissional" ela está impecável, mas do lado afetivo... afe! Uma lástima! Paga pau o filme inteiro por um cara que não está nem aí. Autoestima de palha total.

autoestima

Como é um filme eu não posso fazer nada para ajudar, mas e quando é com suas melhores amigas? Eu juro que me dá uma angústia tremenda porque eu falo, eu falo, eu falo e não adianta, parece que a pessoa vira as costas e faz totalmente o oposto (de novo!) e se machuca tremendamente. Eu queria muito entender por que é tão difícil ouvir as pessoas de fora quando o assunto é AMOR.

Meu Deus do céu, quando vejo minhas amigas se estilhaçarem no terreno afetivo (mesmo sabendo que isso vai acontecer) eu penso imediatamente em um pássaro que fica batendo no vidro da janela. E batendo, e batendo e batendo...

Eu juro que queria ter o poder da hipnose para fazê-las sair desse transe desgraçado porque correr atrás de quem não nos quer é uma doença infernal, um vício, um pavor sem fim. Mas a conclusão que chego é que não tem jeito, cada um tem o seu processo e tem que passar por ele. Fazer o que...

Todo mundo aqui sabe que já comi o pão que o diabo amassou com o traseiro no terreno amoroso e tive que fazer quilos de terapia para quebrar esse padrão maldito e descobrir que amor não pode ser igual a sofrimento (sim, no Mulheres Que Amam Demais (MADA) é assim que você sabe que é viciada em relações tóxicas e precisa muito de ajuda, quando acha que amor = sofrimento).

Mas o que mais me ajudou, por incrível que pareça, foi repetir tanto esse padrão de sofrimento que um dia gritei: NÃO QUERO MAIS ISSO PRA MIM! NÃO QUERO MAIS ISSO PRA MIM! E assim eu percebi a tremenda estupidez que era botar toda a energia que eu tinha em uma pessoa - ou em qualquer coisa - que não merecia, que estava cag@$%# para mim. E nunc amais fiz isso.

Esse foi o meu processo, mas qual será o processo de cada um? E por que uns demoram mais e outros menos? Eu sei que o blog VAE ajuda muita gente, mas eu queria ter o poder, o dom, o sei lá o que de ajudar muito mais gente e muito mais rápido.

Pelo menos hoje, somente hoje, pergunte-se gritando: "Por que eu quero alguém que me trata como uma bituca de cigarro? Por que??????

Decida se dar valor hoje, agora, já! Pelo menos hoje decida se dar valor!!! Ou faça como a Laila Dominique aqui embaixo e acredite em você: "Sou chic de doer. Adoro eu a cada dia que passa. Eu me amo!"

Seja um Vigilante da AutoEstima. Para o alto e avante!

================

Palha = baixa  Madeira = média  Tijolaço = ótima

Hojeautoestima de tijolaço auto-estima

O "lobo mau" interno que me detonou: nenhum

O que fiz de bom por mim: almocei direito, tomei uns minutos de sol e vou dormir mais cedo

 

Escrito por Gisela Rao às 02h17
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Palestra do amigo Roberto Shinyashiki!

 

Vaes,

O Roberto Shinyashiki foi a primeira pessoa a dar uma força para no nosso Blog VAE. Em retribuição, estou divulgando sua palestra.

Beijos :)

***************************************

Olá,

Se você ainda não se inscreveu para a edição 2011 do seminário Os Segredos dos Palestrantes Campeões, uma boa notícia: ainda restam algumas vagas abertas.
A má notícia é que são apenas 27 vagas... e elas podem acabar a qualquer momento.
Falando sério: no ano passado, muita gente ficou de fora porque deixou para a última hora... você não vai querer se arrepender, certo? E é tão simples, basta visitar o site:
 http://www.palestrantescampeoes.com.br/?ind=168

Com o seminário dos Palestrantes Campeões, você vai:

- Fazer suas apresentações se tornarem eventos inesquecíveis
- Transformar os seus conhecimentos numa fonte inesgotável de prestígio e dinheiro
- Ser uma autoridade em sua área de atuação
- Aprender o método que eu mesmo usei em minha carreira de palestrante e sempre me manteve no topo.


Além da performance de palco, você vai aprender como se posicionar, como escrever o seu best-seller, como lidar com a imprensa, como vender suas palestras e muito mais.
Aproveite a chance de alavancar sua carreira. O topo espera por você.
Portanto, aja como um campeão. Aja rápido!
Vá até o site, faça sua inscrição.


Grande abraço,

Roberto Shinyashiki


Escrito por Gisela Rao às 00h28
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

22/05/2011


Dia 103 - Se escorregar no quiabo, volte pra ladeira

Semana passada eu pifei bonito. Eu escrevi que foi gripe para simplificar, mas foi bem pior. Alguns fatores contribuiram para o "pifation": poucas horas de sono + friaca + excesso de computador + excesso de leite quente com chocolate = rinite + asma + dor na musculatura + cabeça zonza.

auto estima

Ou seja: escorreguei bonito no quiabo. Sim, eu sei que todo mundo aqui escorrega do seu jeito. Tem gente que volta a procurar o ex amor que só rejeita, tem quem precise mandar currículo porque quer sair do emprego antigo e não manda, quem detona uma grana que não podia no shopping, quem detona a saúde, quem come desvairadamente num fim de semana desses... São os nossos famosos ciclos de autossabotagem.

Sobre isso, Liane Alves (revista Vida Simples) fala algo interessante:

"Porém, em algum momento da vida, as coisas podem começar mesmo a descarrilar. Aliás, a origem da palavra sabotagem tem mesmo a ver com trens e descarrilamentos. Segundo uma das versões da etimologia da palavra, os sabotadores franceses do século 19 retiravam os dormentes (em francês, sabots) que uniam os trilhos da via férrea para as locomotivas se desgovernarem e perderem o rumo. É mais ou menos o que acontece conosco quando nós mesmos retiramos os dormentes dos nossos trilhos sociais, isto é, daquilo que se espera de nós.

Quando isso acontece, instaura-se um estado de enorme confusão e conflito internos. Podemos fazer algo para ter segurança e sermos aceitos pela família ou pela sociedade mas, no fundo, podemos querer algo bem diferente para nós. Como não sabemos ainda como vamos resolver a questão, um dos nossos recursos inconscientes é começar a nos sabotar, isto é, retirar, na clandestinidade, os dormentes dos trilhos que nos conduzem ao mesmo caminho.

Seja porque queremos afirmar nossas crenças e desejos e inconscientemente boicotamos a vida que queremos rejeitar, seja porque começamos a nos sentir felizes e satisfeitos e nossas crenças não o permitem. É bom prestar atenção nisso: os “eus” sabotadores podem ser tanto nossos grandes amigos, quando apontam para algo que nos faz mal e que precisa mudar, quanto nossos piores inimigos, quando boicotam as ações que nos trazem autoafirmação, satisfação e felicidade".

Nós aqui, no VAE, não somos nem rainhas nem reis da autoestima, se não o blog chamaria - "Vigilantes da Vida Joinha". Nós somos como a maioria das pessoas que nós conhecemos, mas com uma diferença: todo dia a gente observa os nossos movimentos, principalmente quando é ladeira abaixo. E não fica por isso: a gente dá uma refletida básica - e sem culpa - e, juntos, nos motivamos a subir de novo, e de novo, e de novo, até escorregarmos cada vez menos.

autoestima

Nesse fim de semana, voltei bonito pra ladeira. Fui no massagista, descansei, tomei solzinho, não trabalhei e encontrei o querido professor Nuno Cobra que vai me ajudar a ter mais saúde e vitalidade. Afinal, se eu não me ajudo como poderei ajudar vocês?

E, você? Qual o primeiro paralelepípedo para voltar para a sua ladeira?

Vamos, lá, Vigilantes: ladeiration pra cima hoje!


Seja um Vigilante da AutoEstima. Para o alto e avante!

================

Palha = baixa  Madeira = média  Tijolaço = ótima

Hojeautoestima de tijolaço auto-estima

O "lobo mau" interno que me detonou: nenhum

O que fiz de bom por mim: cuidei da saúde

Escrito por Gisela Rao às 23h42
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]
Gisela Rao
Gisela Rao é publicitária, escritora e está jornalista. Cansada de ver tanta gente se desvalorizando por aí (inclusive ela mesma!), resolveu criar o programa de motivação Vigilantes da AutoEstima, junto com a psicóloga Neiva Bohnenberger. Se anda difícil para você olhar no espelho e dizer "Eu me amo", acompanhe - e participe - dos relatos dessa divertida escritora, totalmente gente-como-a-gente, que se lançou um desafio:
vigiar sua autoestima por 365 dias. Conseguiu! E a saga continua...
Para o alto e avante!





Conheça meus livros:

Tchau, Nestor        Socorro, Leitora!





Histórico

    Outros Sites

    template-mod por André Dogon