Vigilantes da Autoestima

Atitudes que transformam sua vida


17/06/2011


Dia 119 - A vida é um "Hidrão de Lerna"

Eu tenho o diabo de um caderninho de coisas para fazer: ir ao médico, comprar sei lá o que, levar Pipi para fazer exames, renovar carteira de motorista (parei de guiar faz uns 10 anos), levar roupa na costureira etc etc. E o que mais me deixa feliz é quando consigo riscar vários itens que já realizei. Mas é aí que a Jiripoca pia. Toda vez que corto um item, aparecem mais cinco. É um cruz credo!

Isso me lembra a "Hidra de Lerna", um animal fantástico da mitologia grega. Ninguém conseguia matar o bicho porque cortavam uma cabeça e nasciam várias. Mas, aí, Hércules conseguiu. Para que as cabeças não se regenerassem, ele pediu ao sobrinho Iolau que as queimasse com um tição logo após o corte, cicatrizando a ferida.

auto estima

Não tem como fazer isso aqui no meu caderninho, mas tem duas coisas que dá pra fazer: 1- Separar o que é urgente do que é importante (até por cor). 2- Diminuir pela metade os compromissos que coloco na minha agenda. Senão não dá, juro, não dá!

Se você também sofre com essa síndrome de "Hidra de Lerna", essa matéria vai te ajudar: http://twixar.com/NJT4DUCNC8

Seja um Vigilante da AutoEstima. Para o alto e avante!


================

> Importante: o encontro do Vigilantes da AutoEstima será 2 de Julho e  será num lugar novo e lindo! As vagas são limitadíssimas: giselarao@uol.com.br

A convidada será a terapeuta Eliana Guimarães (Programação Neurolinguística),  que ensinará a vibrar o pensamento na frequência das coisas que você quer conquistar

 

================

Palha = baixa  Madeira = média  Tijolaço = ótima

Hojeautoestima de madeira 

O "lobo mau" interno que me detonou: fisicamente um bagaço

O que fiz de bom por mim: voltei a ficar com a conta no azul!!!

Escrito por Gisela Rao às 03h18
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

16/06/2011


Campanha Nacional de Doação de Sangue!

Começou ontem a Campanha Nacional de Doação de Sangue, com o objetivo de incentivar a atitude e aumentar o estoque de sangue no País.

Segundo dados do Ministério da Saúde, são coletadas por ano 3,5 milhões de bolsas de sangue no Brasil, quando o ideal seriam 5,7 milhões. Vamos apoiar essa causa do Ministério da Saúde!

Doe sangue e pinte as unhas de vermelho - #unhapintada -  juntando-se a essa super iniciativa. Depois espalhe no Facebook e no Twitter :) Vamos apoiar: http://migre.me/54ggK

auto estima

 

Escrito por Gisela Rao às 16h40
[ envie esta mensagem ] [ ]

Dia 118 - Tente até o fim do fim do fim

Durante os últimos 30 dias me empenhei profundamente em um projeto. Ele não deu certo. Pelo menos não como a pessoa que me convidou para fazê-lo gostaria que desse. Mas, aí eu me lembrei da grande frase que aprendi quando fiz kenjutsu - a arte da espada japonesa: "Um Samurai morre lutando"

auto estima

Quando a gente dá o sangue para uma coisa e ela dá errado, temos uma sensação de glória assim mesmo. É igualmente bom. Se não deu certo foi porque houve uma conjuntura de fatores e não porque você é um bocomoco. Isso vale para relacionamentos também. Entendendo isso, todo mundo sofre menos, se frustra menos e se culpa menos.

Foram poucos os "Samurais" que conheci na vida até agora, mas vou citar um deles: meu amigo Vlad Maluf. Esse rapaz passou muita necessidade na infância e na juventude. Sua tia conseguiu pagar a faculdade dele com muito sacrifício. Hoje, o Vlad é um grande jornalista e editor. A gente até quase brigou quando ele começou a exigir demais das matérias que eu fazia. Hoje, pelo resultado do trabalho dele em um grande portal, entendo o quanto estava certo. Vlad não conhece o termo "meia-bocation".

auto estima

Ele também escreve bem pra diabo e reproduzo aqui um trecho do seu blog: "Morreu a minha vizinha, uma senhora. Senhorinha, como chamamos os velhos por quem temos carinho. Ela era sozinha. Não tinha filhos, nem irmãos, nem primos ou amigos. A marca registrada era um tufo de papel higiênico entre os seios. De vez em quando, ela sacava o tufo e chuchava no nariz, para ter certeza de que nenhuma secreção ia tirar a atenção da sua história. E contava sempre as mesmas".

Agora, o Vlad está batalhando uma bolsa de estudos para um curso super importante e a votação é amanhá às 18 horas. Se você quer ganhar o seu dia, só precisa ir até a página dele no Facebook e dar um "curtir". Eu faço questão de ajudar este jovem "Samurai" - convocando todos os vigilantes - a ganhar mais uma batalha :)


"Encare, casualmente, as grandes coisas e, seriamente, as pequenas – como se a vida dependesse desses detalhes." - Musashi Sensei


================

> Importante: o encontro do Vigilantes da AutoEstima será 2 de Julho e  será num lugar novo e lindo! As vagas são limitadíssimas: giselarao@uol.com.br

A convidada será a terapeuta Eliana Guimarães (Programação Neurolinguística),  que ensinará a vibrar o pensamento na frequência das coisas que você quer conquistar

================

Palha = baixa  Madeira = média  Tijolaço = ótima

Hojeautoestima de tijolaço auto-estima

O "lobo mau" interno que me detonou: nenhum

O que fiz de bom por mim: voltando o foco para a minha missão

Escrito por Gisela Rao às 01h22
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

15/06/2011


Reflexão do dia

"Já escondi um amor com medo de perdê-lo, já perdi um amor por escondê-lo. 

Já segurei nas mãos de alguém por medo, já tive tanto medo, ao ponto de nem sentir minhas mãos. 

Já expulsei pessoas que amava de minha vida, já me arrependi por isso. 

Já passei noites chorando até pegar no sono, já fui dormir tão feliz, ao ponto de nem conseguir fechar os olhos.

Já acreditei em amores perfeitos, já descobri que eles não existem.

Já amei pessoas que me decepcionaram, já decepcionei pessoas que me amaram.

Já passei horas na frente do espelho tentando descobrir quem sou, já tive tanta certeza de mim, ao ponto de querer sumir.

Já menti e me arrependi depois, já falei a verdade e também me arrependi.

Já fingi não dar importância às pessoas que amavam, para mais tarde chorar quieta em meu canto.

Já sorri chorando lágrimas de tristeza, já chorei de tanto rir.

Já acreditei em pessoas que não valiam a pena, já deixei de acreditar nas que realmente valiam.

Já tive crises de riso quando não podia.

auto estima

Já quebrei pratos, copos e vasos, de raiva.

Já senti muita falta de alguém, mas nunca lhe disse.

Já gritei quando deveria calar, já calei quando deveria gritar.

Muitas vezes deixei de falar o que penso para agradar uns, outras vezes falei o que não pensava para magoar outros.

Já fingi ser o que não sou para agradar uns, já fingi ser o que não sou para desagradar outros.

Já contei piadas e mais piadas sem graça, apenas para ver um amigo feliz.

Já inventei histórias com final feliz para dar esperança a quem precisava.


Já sonhei demais, ao ponto de confundir com a realidade... Já tive medo do escuro, hoje no escuro "me acho, me agacho, fico ali".

Já cai inúmeras vezes achando que não iria me reerguer, já me reergui inúmeras vezes achando que não cairia mais.

Já liguei para quem não queria apenas para não ligar para quem realmente queria.

Já corri atrás de um carro, por ele levar embora, quem eu amava.

Já chamei pela mamãe no meio da noite fugindo de um pesadelo. Mas ela não apareceu e foi um pesadelo maior ainda.

Já chamei pessoas próximas de "amigo" e descobri que não eram... Algumas pessoas nunca precisei chamar de nada e sempre foram e serão especiais para mim.

Não me dêem fórmulas certas, porque eu não espero acertar sempre.

Não me mostre o que esperam de mim, porque vou seguir meu coração!

Não me façam ser o que não sou, não me convidem a ser igual, porque sinceramente sou diferente!

Não sei amar pela metade, não sei viver de mentiras, não sei voar com os pés no chão.

Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma pra SEMPRE! "

Clarise Lispector


================

> Importante: o encontro do Vigilantes da AutoEstima será 2 de Julho e  será num lugar novo e lindo! As vagas são limitadíssimas: giselarao@uol.com.br

A convidada será a terapeuta Eliana Guimarães (Programação Neurolinguística),  que ensinará a vibrar o pensamento na frequência das coisas que você quer conquistar

Escrito por Gisela Rao às 03h02
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

13/06/2011


Dia 116 - O seu problema é achar que há problema em você

Ontem fui atrás de medicamentos pra minha tendinite. Fui na Paulista e na Liberdade. Era Dia dos Namorados e, para falar a verdade, vi muito mais gente sozinha ou com amigos do que casais. Mas prestei atenção nos casais. Eram formandos por pessoas altas, baixas, magras, normais, gordas, morenas, loiras, ruivas, brancas, negras, orientais, jovens, em tão jovens, com dinheiro, sem dinheiro... Enfim. 

Estou dizendo isso porque sei que muita gente aqui sofreu ontem achando que estava sem um par por ser isso ou por aquilo. Para essas pessoas, eu recomendo o novo filme do "X-Man": "X-Man, Primeira Classe". Neste filme, os mutantes, que são diferentes dos outros humanos batalham para serem aceitos entre eles e pela humanidade. Mas o mais legal é a batalha que eles fazem para serem aceitos por si próprios.

auto-estima

Fique de olho no conflito da mocinha azul, que vive se disfarçando de loira gostosa. Se você acha que está sem um par porque é feia(o), gorda(o), duranga(o), topeira, baixa(o), alta(o) demais etc etc. É exatamente esta mensagem que você vai passar. Lembre-se do que o Gasparetto diz: "Se você se achauma "kombi", o mundo te verá uma "kombi" hehehehe

Não está na hora de você "menefregar" para estas crenças maledetas?

Seja um Vigilante da AutoEstima. Para o alto e avante!


 


> Legal: tem coluna minha nova no Atmosfera Feminina: Você completa ou complementa no amor? http://twixar.com/fWKaf3YoT


> Importante: o encontro do Vigilantes da AutoEstima será 2 de Julho e  será num lugar novo e lindo! As vagas são limitadíssimas: giselarao@uol.com.br

A convidada será a terapeuta Eliana Guimarães (Programação Neurolinguística),  que ensinará a vibrar o pensamento na frequência das coisas que queremos conquistar

 

 

================

Palha = baixa  Madeira = média  Tijolaço = ótima

Hojeautoestima de tijolaço auto-estima

O "lobo mau" interno que me detonou: nenhum

O que fiz de bom por mim: ligando muito para o que os outros pensam, não

Escrito por Gisela Rao às 03h29
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]
Gisela Rao
Gisela Rao é publicitária, escritora e está jornalista. Cansada de ver tanta gente se desvalorizando por aí (inclusive ela mesma!), resolveu criar o programa de motivação Vigilantes da AutoEstima, junto com a psicóloga Neiva Bohnenberger. Se anda difícil para você olhar no espelho e dizer "Eu me amo", acompanhe - e participe - dos relatos dessa divertida escritora, totalmente gente-como-a-gente, que se lançou um desafio:
vigiar sua autoestima por 365 dias. Conseguiu! E a saga continua...
Para o alto e avante!





Conheça meus livros:

Tchau, Nestor        Socorro, Leitora!





Histórico

    Outros Sites

    template-mod por André Dogon